(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

O Google Glass ainda nem chegou às lojas, mas isso não significa que ele não dispute espaços no mercado com diversos concorrentes. A Apple, por exemplo, deve lançar o iWatch em breve e, apesar de não serem dispositivos parecidos, ele deve competir com o Glass no segmento das tecnologias “vestíveis”. Logo, era de se esperar que as empresas parceiras da Apple não vendessem patentes que pudessem ser utilizadas no Glass para a Google.

Mas ao contrário do que diziam as expectativas do mercado internacional, a história aconteceu de um jeito bem diferente. Foi revelado que a Foxconn — a maior fabricante de iPhones e iPads do mundo — vendeu algumas patentes relacionadas a dispositivos de realidade aumentada para a Google. Ou seja, há grandes chances de que isso seja aplicado no Google Glass.

Mais detalhadamente: a patente "gera uma imagem virtual que é sobreposta na visualização do mundo real". Como você pode perceber, é algo bem similar ao que o Google Glass promete para os consumidores, podendo se tratar de uma nova tecnologia ou um recurso inédito a ser empregado no aparelho da Google.

Não se sabe se as patentes foram oferecidas para a Apple antes de serem vendidas para a Google. A Foxconn possui entre 60% e 70% de suas vendas relacionadas à empresa de Cupertino, mas recentemente os números vem caindo bastante, o que forçou a empresa a partir para novos produtos em seu portfólio. Será que a Foxconn vai produzir o Google Glass no futuro?

Cupons de desconto TecMundo: