(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Desde seu anúncio, o Google Glass foi alvo de grandes polêmicas. Afinal, com um aparelho que pode tirar fotos com uma simples piscadela, pessoas de pior índole podem achar usos questionáveis para ele – tanto que muitos estabelecimentos já estão proibindo o acessório antes mesmo de seu lançamento.

Mesmo assim, Steve Lee, diretor de produção do Glass, afirmou, durante a Google I/O 2013, que o aparelho já vem preparado para impedir que você possa invadir a privacidade dos outros com tanta facilidade. Um dos segredos para isso, segundo o The Verge, é a posição do aparelho, levemente acima de sua visão.

“Você vai saber quando alguém com Glass está prestando atenção em você. Se você está olhando para o Glass, você está olhando para cima... Se eu estou gravando você, eu tenho que encarar você – como um ser humano. E quando alguém está te encarando, você tem que perceber. Se você entrar em um banheiro e alguém está apenas olhando para você – eu não sei quanto a você, mas eu sairia de lá”, disse Lee.

(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Segurança extra

Não foi apenas esse o mecanismo de segurança utilizado por eles – se uma pessoa simplesmente fingir olhar para o outro lado, por exemplo, isso de nada serviria. “É por isso que tirar uma foto tem claras deixas sociais – levantar sua mão ou falar com o Glass”, declarou.

Além disso, Lee ainda menciona o fato de o Glass sempre acender suas luzes quando o aparelho está ativo; não só para ajudar você a ver, mas para que outras pessoas possam perceber que ele está em uso. Aplicativos que não funcionem assim não serão permitidos no acessório.

Infelizmente, parece que isso ainda não foi suficiente para acalmar o público. O Congresso dos EUA, por exemplo, mandou uma lista com oito perguntas com relação às medidas de segurança que a Google está tomando com o Glass para manter a privacidade das pessoas. Caso queira ver o texto completo, basta clicar aqui.

Cupons de desconto TecMundo: