Como você pode ter percebido nos últimos dias, desde que a Google começou a enviar os Google Glass para os desenvolvedores, diversas aplicações diferentes vêm sendo anunciadas quase que diariamente.

Desde programas que tiram fotos quando você piscar, até telas de bloqueio e um Twitter oficial já apareceram nos últimos dias. O fato é que toda essa pressa das empresas em desenvolver softwares para o novo gadget da Google tem uma razão histórica.

Desde que a febre dos aparelhos móveis começou, seja com o sistema iOS ou mesmo com o Android, as companhias que conseguiram sair na frente (ou quase sempre) obtiveram mais sucesso nos mercados de aplicativos, afinal de contas, os consumidores, ávidos por novidades, sempre acabavam baixando o que havia por ali.

Isso, além de promover muitos downloads dos programas, também gera certa “fixação de marca”, pois o nome de uma determinada aplicação pode acabar virando sinônimo para uma funcionalidade do Google Glass.

Um novo exemplo disso é o Fullscreen BEAM, programa que permitirá a você gravar vídeos utilizando o gadget e já enviá-los automaticamente para a sua conta do YouTube. O aplicativo também deve deixar que você escolha se ele será um filme privado e se ele já deve ser compartilhado nas redes sociais, como no Twitter.

Cupons de desconto TecMundo: