Não há como negar que o filtro de spams do Gmail é bastante eficiente. Mas a Google não está satisfeita só com isso: ela quer tornar essa ferramenta ainda melhor. E para que o sistema continue a evoluir, a companhia trouxe algumas novidades que prometem fazer exatamente isso.

A principal adição trazida pela Google foi a utilização de sua rede neural artificial (o mesmo tipo de tecnologia usado no Deep Dream, bem como no próprio Google Search e Google Now) no sistema. Isso vem com o objetivo de melhorar a detecção do que é ou não é um spam: em resumo, o número daqueles emails de propaganda especialmente espertos que conseguem chegar à sua Caixa de Entrada deve diminuir ainda mais.

Cada vez mais inteligente

Com a capacidade de aprendizado que essa rede neural trouxe, o filtro de spams se tornou especialmente inteligente na detecção de mensagens que fingem ser pessoas reais – um dos truques que mais enganam os usuários de email com o phishing. Se encontrar uma mensagem que se encaixa nesse caso, o serviço simplesmente a manda para a caixa de spams.

Da mesma maneira, o Gmail se tornou capaz de reconhecer o que é de seu gosto ou não, adaptando sua caixa de emails para isso. Assim, aquela mensagem semanal de notícias de uma empresa, que seu vizinho tanto gosta de acompanhar, vai para o lixo, se você mostrar o costume de jogá-las fora sem nem mesmo ler o conteúdo.

Empresas não são spams

É claro que nem todas as mensagens classificadas como spam são realmente isso. Como exemplificado acima, emails enviados em massa por empresas muitas vezes são algo importante – afinal, você quer receber um aviso sobre o status de um pedido online ou um recibo confirmando sua compra. Mas estes muitas vezes acabam por ser considerados spams por suas características.

Para ajudar as empresas com essa questão, a Google também está disponibilizando uma nova ferramenta, chamada Gmail Postmaster Tools. Este serviço corporativo permite que grandes companhias com um alto envio de dados via email possam monitorar e analisar suas mensagens, conseguindo informações de erros de envio, número de relatos de spam e até mesmo a reputação da empresa.

Mesmo que isso não traga mudanças tão óbvias a um curto prazo, permitir que as empresas gerenciem seus emails para evitar mal-entendidos com spams, bem como a adição de uma melhor inteligência artificial para filtrar esse tipo de mensagem, definitivamente é algo bem-vindo. Resta agora observar se, pelos próximos meses, realmente veremos a eficiência do Gmail aumentar nesse sentido.

Cupons de desconto TecMundo: