Se você já teve contato com tecnologia, hardware e computadores pelo menos uma vez na vida, é praticamente certo que você tenha encontrado a marca Gigabyte estampada por aí, principalmente em placas-mãe, um dos produtos mais conhecidos da companhia em nosso país.

Este ano é especial para a Gigabyte pois ela está completando 30 anos. A empresa foi fundada em 1986 em Taiwan e se firmou, desde o início, como uma das principais fabricantes de placas-mãe do mundo, disputando a liderança lado a lado com a Asus, sua principal concorrente no setor.

Mas não é só disso que vive a Gigabyte. Com o crescimento do mercado de tecnologia, a empresa passou a ser também um dos maiores players do mercado em placas de vídeo e atualmente possui periféricos em geral para equipar máquinas de jogos profissionais, sem contar notebooks, tablets e até mesmo celulares.

A Gigabyte nunca brincou em serviço: nesses trinta anos de existência, ela tratou de se firmar como uma das 100 maiores companhias de tecnologia da Ásia e já está estre as 20 maiores marcas de Taiwan, possuindo um valor de mercado de mais de 130 milhões de dólares. Ela emprega cerca de 8 mil funcionários e se orgulha em dizer que em todos esses anos já recebeu mais de 12 mil prêmios de inovação em tecnologia.

Como crescer em um mercado tão competitivo

Criar uma companhia de tecnologia não é algo fácil. Uma que consiga expandir o seu mercado para todo o mundo é mais difícil ainda e não foi diferente para a Gigabyte. Para atingir o sucesso, ela diz que reconheceu o valor da integração da informação desde cedo e isso foi um passo importante para sobreviver em meio à concorrência do setor.

Um dos processos empregados por ela foi a integração de informação interna para externa. Projetos iniciados a partir de controle de risco de inventário, controle de riscos financeiros para controle de risco do negócio etc. Tudo isso contribuiu para o crescimento e a expansão dos negócios.

Com a maturidade do setor e o crescimento da competição entre as marcas, a Gigabyte partiu para o desenvolvimento de novos produtos para satisfazer outras necessidades do mercado de consumo, buscando sempre se manter competitiva no setor.

A ideia principal é construir todo o mundo digital, ou seja, prover aos indivíduos todos os produtos que cercam seu meio. Isso inclui não somente placas-mãe — que ainda são um dos principais produtos da companhia —, mas também placas de vídeo, que a Gigabyte se orgulha de dizer que tem fabricação própria, ao contrário de outras empresas que terceirizam a produção.

Além disso, a empresa desenvolve uma série de outros periféricos para computadores, inclusive acessórios para gamers como mouses e teclados, mercado que está em forte expansão pelo mundo hoje em dia, principalmente graças aos eSports. Seguindo nessa linha, ela também possui notebooks que abrangem todos os mercados: desde corporativo até máquinas de alto desempenho.

A Gigabyte possui uma linha de desktops e máquinas do estilo “tudo em um”, aquelas em que todo o hardware fica encapsulado junto com o monitor. Para quem quer economizar espaço também há a linha Brix, miniPCs com um hardware poderoso e que são extremamente compactos, ideiais para serem fixados atrás de monitores ou até mesmo televisores, solução apropriada para media centers, por exemplo.

No entanto, desenvolver produtos para todos os setores é apenas uma parte da cadeia. Para dar vazão ao negócio — e tentar manter os clientes satisfeitos —, a companhia desenvolveu uma grande rede de distribuição, suporte e serviços por todo o mundo, inclusive aqui no Brasil, onde a empresa atua já há vários anos, fabricando, comercializando e dando suporte em território nacional.

De olho nos consumidores

Segundo a Gigabyte, uma de suas principais políticas sempre foi orientar a cadeia de produção ao consumidor, do início ao fim. A posição oficial da empresa é manter o foco sempre nas necessidades dos consumidores. De acordo com ela, a experiência dos clientes é algo tangível que foi aprendido, compreendido e concretizado na forma de preocupação com os clientes.

É claro que algo assim é dito por todas as empresas, mas os 30 anos de vida mostram que a fórmula está dando certo. Para garantir a qualidade dos produtos, a empresa procura utilizar componentes de qualidade em quase tudo o que produz, além de oferecer a rede de serviços completa por todo o mundo sempre visando uma excelente experiência. A companhia diz estar sempre um passo à frente do público, procurando se antecipar aos movimentos de mercado e oferecer produtos para todos os setores em que trabalha. O lema “Upgrade Your Life” é a ideia principal e os valores que inspiram a cultura da corporação.

Em termos de qualidade, a Gigabyte se orgulha em falar da marca “Ultra-Durable”, algo como ultra durável, em tradução livre. Para poder aplicá-lo nas placas-mãe, foi definida, lá em 2006, uma série de diretrizes importantes para aumentar a durabilidade e a eficiência das placas. Uma delas são os capacitores sólidos em todos os modelos. No mesmo caminho, em 2007, a Gigabyte lançou a primeira fonte de energia controlada por software.

O Ultra Durable é uma marca utilizada até hoje pela Gigabyte e já conta com uma série de diferenciais importantes para aumentar a durabilidade dos produtos, o que inclui aplicar uma maior quantidade de cobre nas trilhas de transmissão das placas, o que consequentemente melhora a transmissão de energia, fazendo com que o uso prolongado dos equipamentos seja garantido. Junto com isso, vemos recursos como DualBIOS, portas USB com proteção de energia e mais uma série de itens que buscam aumentar a qualidade do conjunto e trazer mais estabilidade ao computador.

Algumas decisões da empresa, como a troca de componentes de algumas placas de uma revisão para outra, podem ter causado certo descontentamento entre o público, mas isso dificilmente ofusca a qualidade da linha G1 Gaming, que traz produtos de excelente qualidade. A Gigabyte continua sendo uma das principais marcas de hardware do mundo.

E que venham os próximos 30 anos.

Cupons de desconto TecMundo: