A convite da Ford, o TecMundo viajou até Puerto Iguazu, cidade Argentina que faz divisa com Foz do Iguaçu, para conhecer e experimentar toda a tecnologia que será apresentada na nova Ford Ranger 2017. Lá, pudemos pilotar o robusto veículo por um trecho de quase 50 quilômetros – dividido entre pista off road e rodovia –, tudo na belíssima região de Misiones, a província argentina que faz divisa com o Brasil, onde estão situadas as famosas Cataratas do Iguaçu.

Inicialmente, fomos apresentados aos três modelos que já podem ser encomendados e estarão disponíveis a partir de maio no território brasileiro: XLS, XLT e Limited. Seus preços variam de R$ 99.500 a R$ 179.900 de acordo com as diferenças de motor e de outras tecnologias presentes no veículo.

Modelo de entrada

A versão de entrada da Nova Ranger é a XLS. Ela custa R$ 99.500 com motor 2.5 Flex e, com o motor 2.2 Diesel, sai por R$ 129.900 com transmissão manual e R$ 142.900 com câmbio automático. Esse modelo possui direção elétrica, vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado, rodas de liga leve de 17 polegadas com pneus 265/65 R17 (All Season na Flex e All Terrain na Diesel), faróis de neblina, computador de bordo, piloto automático e chave-canivete com controle remoto.

A Ford Ranger 2017 XLS oferece ainda banco do motorista com ajuste de altura e lombar, volante com ajuste de altura, apoios de cabeça com regulagem de altura, console central com descansa-braço e porta-objetos, console de teto com porta-óculos, porta-objetos sob o banco traseiro e três pontos de força 12 V. Além disso, a parte de segurança traz 7 airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista), cintos de segurança de três pontos para os cinco ocupantes, freios ABS, sistema Isofix para cadeiras infantis, desembaçador do vidro traseiro e travamento automático das portas.

No meio do caminho

Mais à frente da XLS está a versão XLT, que atende o consumidor que busca o desempenho de uma picape sem abrir mão de luxo e tecnologias avançadas. Ela custa R$ 109.500 com motor 2.5 Flex e R$ 166.900 com motor 3.2 Diesel. Externamente, diferencia-se pelos estribos laterais, santantônio tubular e vários itens cromados: grade do radiador e do para-lama, faróis, capas dos retrovisores, maçanetas e para-choque traseiro.

Como equipamentos adicionais, oferece ar-condicionado automático e digital com controle individual para o motorista e passageiro, bancos e volante revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro, monitoramento de pressão dos pneus e chave programável MyKey. Tem também sistema SYNC com tela touch screen de 8 polegadas, navegação, câmera de ré, duas entradas USB, leitor de cartão de memória SD, comandos de voz para áudio, telefone, navegação e climatização. O painel de instrumentos frontal traz duas telas de 4 polegadas configuráveis por comandos no volante.

Nova Ford Ranger XLT

O topo da montanha

O modelo top de linha é o Limited, uma picape com tecnologias de última geração. Seu preço é de R$ 179.900 com motor 3.2 Diesel e seus equipamentos incluem: piloto automático adaptativo, alerta de colisão, sistema de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, farol alto automático e sistema de personalização da luz ambiente em sete cores. Externamente, vem com santantônio exclusivo na cor do veículo, rodas aro 18 com pneus 265/60 R18 All Season, bagageiro de teto, protetor de caçamba e capota marítima.

Ela oferece ainda outros itens de conveniência e segurança, como ajuste elétrico do banco do motorista em oito posições, espelho retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores elétricos com piscas, rebatimento e luz de aproximação, sensor de chuva, sensor de estacionamento dianteiro e luz de rodagem diurna.

Nova Ford Ranger Limited

Botando o pé na estrada

O test drive promovido pela Ford para jornalistas brasileiros, argentinos, chilenos e mexicanos aconteceu em uma base militar do exército argentino. O Regimiento de Puerto Iguazú recebeu mais de 30 veículos para que pudéssemos explorar o trecho de floresta utilizando todo o potencial da Nova Ranger.

Partimos em comboio para encarar uma trilha completamente off-road, repleta de buracos, imperfeições de diversos tipos, troncos de árvore e piscinas de lama

Partimos em comboio para encarar uma trilha completamente off road, repleta de buracos, imperfeições de diversos tipos, troncos de árvore e piscinas de lama, cercados por todos os lados pela mata nativa. Éramos instruídos por funcionários da Ford Argentina em trechos mais complicados para sabermos se deveríamos acionar a tração nas quatro rodas ou o diferencial traseiro blocante.

Afundando na lama com a Nova Ford Ranger 2017 #tecmundo #ford #fordranger #novaranger

Um vídeo publicado por Rafael Farinaccio (@rfarinaccio) em

Nesse trecho foi possível sentir o ótimo desempenho da Nova Ranger em terrenos mais complicados. De fato, podemos considerá-la uma picape extremamente robusta e muito bem adaptada a tarefas pesadas, muito apropriada para serviços de transporte de cargas pesadas em praticamente qualquer tipo de solo, perfeita para o trabalho em propriedades rurais, construções ou qualquer atividade do tipo.

Experiência única

O modelo que o TecMundo experimentou foi o Limited na cor “Prata Geada”, uma das sete opções disponíveis para a Ford Ranger 2017 (as outras são “Prata Viena”, “Cinza Moscou”, “Preto Gales”, “Vermelho Toscana”, “Azul Aurora” e “Branco Ártico”). Os primeiros cinco quilômetros do percurso foram dentro da floresta na base militar argentina.

Agora é nossa vez! #tecmundo #ford #fordranger #novaranger

Um vídeo publicado por Rafael Farinaccio (@rfarinaccio) em

Nele, pudemos testar a força do 4x4 e do diferencial traseiro blocante – capazes de conduzir o pesadíssimo veículo através de piscinas de lama com água batendo no meio das portas –, a estabilidade da picape ao ultrapassar pedras, morros, buracos e troncos, e a facilidade com a qual o poderoso motor 3.2 a diesel nos conduziu através de uma trilha bastante inóspita no meio da floresta.

Agora, o asfalto

Após o trecho off-road de cinco minutos (que acabou durando um bom tempo pelas dificuldades no caminho), chegamos à beira da Ruta Nacional 12, rodovia que vem da cidade de Zárate, na Argentina, e segue para o norte na província de Misiones até Puerto Iguazu, adentrando o território brasileiro no estado do paraná como BR-469.

Seguimos pela rodovia em comboios de 10 a 12 carros, sempre liderados por uma Ranger com funcionários da Ford

Seguimos pela rodovia em comboios de 10 a 12 carros, sempre liderados por uma Ranger com funcionários da Ford que nos conduzia pelo caminho correto, além de batedores militares. Saindo do quartel do exército argentino, seguimos na direção sul e percorremos quase 40 quilômetros até a cidade de Puerto Libertad, um pequeno povoado de pouco mais de 6 mil habitantes.

Foi então que pudemos explorar melhor as tantas tecnologias de segurança presentes na Nova Ranger. Uma delas é o conjunto de sensores de proximidade na parte frontal do veículo, que avisa quando estamos nos aproximando demais do carro da frente. Através de um sinal sonoro, o sistema de controle da picape avisa se existe algum risco iminente de colidirmos com outros veículos ou objetos que possam estar à nossa frente.

Nesse caso, o sistema de freios é pré-carregado para garantir uma resposta mais rápida assim que o motorista acionar o pedal. A sensibilidade dos sensores e do alerta de colisão podem ser completamente configurados.

Sem sair da linha

Outro recurso muito interessante é o sistema de permanência em faixa. Através de uma câmera, as faixas da via são monitoradas e, caso o veículo esteja se deslocando de modo que saia de sua trajetória reta, o volante emite um aviso para o motorista em forma de vibração. Caso o piloto não corrija a trajetória, o sistema sozinho traz a picape de volta para dentro da faixa através de um leve torque no volante, evitando possíveis acidentes.

Vale lembrar que a inteligência dessa plataforma compreende quando a mudança de curso é voluntária, caso a seta seja ativada ou o motorista gire propositalmente o volante na direção da faixa ao lado.

Rangers por todos os lados!

Tecnologia inteligente em um veículo semiautônomo

Outros recursos tecnológicos transformam a Nova Ranger em uma picape muito inteligente. Sensores são capazes de ativar automaticamente o farol alto do veículo de acordo com a luminosidade do local. Para evitar o incômodo causado pela luz que pode incidir de frente a um carro que vem no sentido contrário, os sensores desativam a iluminação alta nessa situação.

Pensando em segurança, o sistema AdvanceTrac garante a estabilidade e a tração e auxilia o motorista a manter o controle da picape em diferentes situações de rodagem. Ele inclui as funções de controle eletrônico de estabilidade, controle eletrônico de tração, assistente de partida em rampa, controle anticapotamento, controle adaptativo de carga, luzes de emergência em frenagem brusca e assistente de frenagem de emergência, além de controle automático em descidas, este último disponível apenas nas versões diesel.

O SYNC AppLink permite acessar uma série de aplicativos, disponíveis para os sistemas Android e iOS, por comandos de voz

Os modelos XLT e Limited oferecem ainda a MyKey, que permite a configuração de uma das chaves do veículo com várias funções de segurança. Com ela é possível limitar a velocidade máxima, o volume do sistema de áudio e impedir o desligamento de recursos como o controle eletrônico de estabilidade e o sensor de estacionamento e inibir chamadas de celular.

Conectada com o mundo

A nova Ford Ranger 2017 vem de série com sistema de conectividade SYNC em toda a linha, com uma série de recursos de comunicação, entretenimento e conveniência. O equipamento inclui CD/MP3 player, entrada USB/iPod, Bluetooth, comandos de voz para áudio e telefone, comandos de áudio no volante e Assistência de Emergência, que faz uma ligação automática para o serviço de resgate, através de um celular pareado, em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte de combustível.

O piloto automático adaptativo permite programar a velocidade de cruzeiro para maior conforto e segurança na estrada

A versão XLS tem tela colorida no painel de 4,2 polegadas e sistema AppLink para acesso a aplicativos de smartphones. Nas versões XLT e Limited a tela é de 8 polegadas e inclui navegação, mais comandos de voz para esta função e climatização. O SYNC AppLink permite acessar uma série de aplicativos, disponíveis para os sistemas Android e iOS, por comandos de voz.

E na prática?

Testamos todos esses recursos, e os resultados foram extremamente positivos. Sair com a pesada picape em uma ladeira não é mais segredo nem para os motoristas menos experientes e, apesar de a transmissão automática já dar uma boa ajuda segurando o carro em leves aclives, o assistente de partida em rampa dá 2 segundos para o usuário acelerar em estado de freio completo até nas ladeiras mais íngremes. Isso faz com que a Ford Ranger pareça um carro leve e delicado, no melhor dos sentidos, é claro.

Na hora da descida, o veículo fica mais pesado, segurando o ímpeto da picape na ladeira e facilitando no processo de frenagem. O piloto automático adaptativo permite programar a velocidade de cruzeiro e a distância do veículo à frente para maior conforto e segurança na estrada.

No fim da jornada

Após percorrermos quase 50 quilômetros das belas estradas da província de Misiones, inclusive cruzando a barragem do Arroio Urugua-í com uma linda vista de sua represa e de seu vale no meio da selva, chegamos à cidade de Puerto Libertad, onde deixamos pesarosos as Rangers na Fazenda Puerto Bemberg.

A Ford não deve ficar para trás quando comparada a seus concorrentes diretos, como a Toyota, fabricante da Hilux

O trajeto de quase duas horas serviu muito bem para termos uma ideia do que esperar da nova geração de picapes da Ford. O que se pode notar é que mesmo as categorias mais robustas de veículos, como as picapes, estão se rendendo às tecnologias que devem trazer para os consumidores em alguns anos os primeiros carros autônomos da história.

Assim, a Ford não deve ficar para trás quando comparada a seus concorrentes diretos, como a Toyota, fabricante da Hilux e parceira da Microsoft no desenvolvimento de um assistente inteligente veicular. Todas as plataformas inteligentes da Ranger foram muito bem desenvolvidas e funcionam com perfeição. Basta agora aguardar e ver se esse sistema pode ser evoluído na direção de uma autonomia maior dos veículos, o que parece ser tendência entre as marcas.

O TecMundo viajou até Puerto Iguazu a convite da Ford do Brasil

Você acha que os veículos autônomos e inteligentes vão cair nas graças dos consumidores? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: