O garoto Ahmed Mohamed, que ganhou as manchetes por ter sido acusado de ter criado uma bomba após ter aparecido na escola em que estuda usando um relógio que ele mesmo inventou e desenvolveu, ganhou a simpatia de uma diversidade de celebridades e empresas que se manifestaram a favor do menino através da internet.

A mensagem mais interessante delas, dado o interesse de Ahmed em se tornar um engenheiro, talvez tenha sido o recado postado por Mark Zuckerberg, criador e CEO do Facebook. Sua postagem na rede social dizia o seguinte: “Vocês provavelmente ouviram a história de Ahmed, um estudante de 14 anos do Texas que construiu um relógio e foi preso por tê-lo levado para a escola. Ter a habilidade e a ambição para se construir algo legal deveria causar aplausos e não uma prisão. O futuro pertence a pessoas como Ahmed. Ahmed, se você quiser algum dia vir até o Facebook, eu adoraria conhecê-lo. Continue trabalhando”.

You’ve probably seen the story about Ahmed, the 14 year old student in Texas who built a clock and was arrested when he...

Posted by Mark Zuckerberg on Quarta, 16 de setembro de 2015

Outra empresa que se manifestou foi a 3M, que o convidou para visitar seus laboratórios com um recado através do Twitter: “Ei, Ahmed, quer visitar nosso laboratório de ciências? Estamos sempre procurando mentes inteligentes como a sua” e completaram com a hashtag que dominou a rede social dos 140 caracteres – #IStandWithAmhmed –, algo como “estou do lado de Ahmed” em português.

Até o todo-poderoso presidente americano Barack Obama deu as caras no Twitter para convidar o garoto a levar seu relógio até a Casa Branca. Obama postou: “Relógio legal, Ahmed. Quer trazê-lo na Casa Branca? Nós deveríamos inspirar mais jovens como você a gostarem de ciência. É isso que faz a América ser ótima”.

Você acha que Ahmed tem potencial para virar um funcionário de uma grande empresa de tecnologia? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: