Após ótimos números no relatório financeiro apresentado hoje (30), o Facebook revelou um aumento recorde no número de funcionários trabalhando na área de pesquisa e desenvolvimento. Isso inclui o uso da realidade virtual, que vem sendo aprimorado pela empresa após a bilionária aquisição da Oculus VR, criadora do aguardado Oculus Rift.

O próximo passo natural é o conteúdo tridimensional imersivo.

Segundo o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, o dispositivo de realidade virtual é o próximo passo para a rede social. “O motivo pelo qual estamos animados com isso é a progressão continuada de pessoas cada vez mais criativas no modo de compartilhar o que pensam. Há 10 anos, era apenas texto. Agora, é quase tudo visual, principalmente em vídeo, e estamos vendo um enorme crescimento nisso. Porém, esse não é o fim da linha. O próximo passo natural é o conteúdo tridimensional imersivo”.

Redes sociais, realidades virtuais

O plano é que novas aplicações sociais sejam disponibilizadas assim que um equipamento mais robusto para experimentar essa nova tecnologia estiver disponível. Isso deve acontecer muito em breve, visto que o lançamento do Oculus Rift está previsto para o começo de 2016.

Nossa demanda de vídeos é muito grande. Com eles, podemos criar um direcionamento de maneira única.

Tudo isso é reflexo dos resultados do relatório financeiro da empresa, que, apesar da diminuição esperada no crescimento (dado o tamanho gigantesco do Facebook), tem se beneficiado cada vez mais com vídeos, especialmente na área de publicidade. Sheryl Sandberg, COO da empresa, declarou: “Nossa demanda de vídeos é muito grande. Com eles, podemos criar um direcionamento de maneira única”.

Apesar disso, Zuckerberg afirmou que ainda não há planos para inserir publicidade no Facebook Messenger e no WhatsApp. De acordo com o CEO, tudo será planejado com cuidado para que nada de errado aconteça.

Como você acha que vai funcionar a aplicação da realidade virtual no Facebook? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: