O Facebook voltou atrás e informou na última sexta-feira (05/12) que não impediria mais que vídeos do YouTube e do Vimeo rodassem diretamente na timeline dos usuários da rede social. Na semana passada, algumas pessoas perceberam que a mudança tinha sido feita e, sempre que clicavam em alguma postagem com vídeo dessas duas plataformas, eram redirecionadas para páginas externas.

Em um novo comunicado, a rede social disse que voltaria a exibir os conteúdos diretamente em suas páginas evitando assim que os usuários tivessem que passar por um redirecionamento para assistir a alguma coisa. Especula-se que essa decisão foi tomada para evitar que o tempo de visita dos usuários ao Facebook fosse encurtado por conta desses redirecionamentos, uma vez que vídeos são parte fundamental do conteúdo compartilhado pelos usuários.

O mais estranho de tudo isso é que, no comunicado de sexta-feira, a rede social passou a tratar a mudança quase como um problema técnico e não como uma alteração deliberada. “Desde a última quarta-feira, alguns usuários observaram uma alteração relacionada à exibição direta de vídeos externos dentro do Facebook, mas a questão já está sendo corrigida”.

Esses “problemas” eram referentes apenas à versão web. No app do Facebook para smartphones e tablets, a rede social sempre redirecionou os vídeos para os sites de suas respectivas plataformas.

Cupons de desconto TecMundo: