Você se irritava com os vídeos automáticos do Facebook? Saiba que não está sozinho. Muitos usuários reclamavam dessa funcionalidade e, em vez de a rede de Zuckerberg desabilitar essa função, ela tomou uma atitude mais drástica aos outros vídeos: links do YouTube e Vimeo não serão mais reproduzidos dentro da rede social.

Em resposta à Folha, a diretora de comunicação do Facebook Brasil, Camila Fusco, explicou: "É o que já ocorre com notícias publicadas pelos perfis de jornais, por exemplo. O que estamos fazendo é melhorar a experiência de visualização do usuário, pois os vídeos sempre funcionam melhor na plataforma nativa deles".

Pode ser que essa mudança não agrade a maioria dos usuários, já que havia duas opções para assistir a esses links do YouTube (no Facebook ou na página nativa) e era algo que provavelmente não atrapalhava a experiência. Isso é diferente dos vídeos reproduzidos automaticamente, que, apesar de poderem ser desabilitados manualmente, ainda irritam muitas pessoas.

De acordo com Camila Fusco, 31 milhões de pessoas (cerca de 50% dos usuários diários) assistem a pelo menos um vídeo por dia no Facebook. Fusco ainda diz que essa mudança não terá impacto sobre a quantidade de visualizações angariadas pelos canais do YouTube e Vimeo.

Cupons de desconto TecMundo: