Quando se fala em Facebook, a maior dúvida dos usuários fica com relação ao algoritmo que escolhe o que é mais importante para você, afinal de contas não dá para acompanhar tudo o que as centenas e milhares de amigos conectados dizem diariamente em todos os horários. Por isso — e, claro, para aumentar a lucratividade — é que a companhia de Mark Zuckerberg vive promovendo mudanças. Duas delas, anunciadas no final de janeiro e neste começo de fevereiro, devem alterar a relevância das postagens e vídeos no Feed de Notícias.

Posts frequentemente ocultos mostram que o conteúdo pode não ser verdadeiro

Para começar, a partir de agora, a rede social usa novos sinais universais para determinar se um post é realmente autêntico. As páginas foram divididas para facilitar a identificação de conteúdo de spam ou se elas exigem de seus seguidores muitas curtidas, comentários e compartilhamentos. Esse material “treina” um modelo capaz de reconhecer fakes. “Por exemplo, se posts de Páginas são frequentemente ocultos, este será um sinal de que eles podem não ser verdadeiros”, explicam os desenvolvedores.

Avaliação em tempo real

Para ranquear o grau de importância de um assunto para você, o Facebook leva em consideração alguns sinais no horário em que eles acontecem, em vários períodos do dia. Se um engajamento sobre determinado tópico vem recebendo grande atenção, então ele momentaneamente terá destaque em sua conta.

“Por exemplo, se o seu time favorito de futebol acabou de ganhar, nós podemos mostrar o seu post a respeito do jogo mais acima do Feed de Notícias dos seus amigos, já que as pessoas estarão conversando sobre isso amplamente.”

Vídeos para que te quero

Quando o Facebook corria o risco de ser deixado para trás há alguns anos, a empresa investiu em algo que se tornou então um de seus carros-chefes: os vídeos nativos, que carregam boa parte de sua publicidade e aumentam consideravelmente sua receita. Por isso, tudo o que a rede social quer é que você assista cada vez mais, o máximo de tempo possível. Ela vem mensurando o comportamento dos usuários com relação a isso com o que chama de “Percentual de Conclusão”.

De acordo com essa avaliação, a companhia vai analisar o material audiovisual que você vê do começo ao fim, assim como seus temas e o número de curtidas, compartilhamentos e comentários. Isso deve determinar o que é mais importante para seu Feed de Notícias e aumentar a quantidade desse formato de publicação.

Para capitalizar em cima disso, a rede social fechou recentemente um acordo que permitirá aos anunciantes inserir publicidade de 20 segundos, de forma semelhante ao que acontece atualmente no YouTube.

Cupons de desconto TecMundo: