A Blue Origin estava com um teste de seu novo foguete New Shepard marcado para esta manhã (5 de outubro). Durante os últimos dias, as expectativas eram as piores possíveis. Nem mesmo a própria empresa esperava ter sucesso na missão.

O motivo para isso era a dificuldade do processo: a empresa fundada pelo CEO da Amazon (Jeff Bezos) tentaria realizar um teste prático do sistema de fuga de lançamento — um sistema de segurança que separa os propulsores das cápsulas de tripulação em caso de falhas na decolagem.

Era esperado que uma das estruturas (ou ambas) fosse destruída durante os testes. Porém, hoje o resultado foi surpreendente e conseguiu retornar as duas peças com extrema segurança. A cerca de 16 mil pés (4 mil metros) de altura, as duas partes do foguete foram separadas e depois conseguiram pousar com segurança no solo.

Enquanto os propulsores conseguiram ser ativados para fazer o pouso suave do Booster, paraquedas fizeram o papel de desacelerar a cápsula de corporação e garantiram que nenhum dano grave fosse causado. Essa façanha é incrível, pois mostra que os passageiros podem ser salvos em caso de falha na hora da subida em direção à atmosfera.

Jeff Bezos e a Blue Origin querem começar a levar os passageiros para o espaço em 2018. Com os testes de hoje, a empresa mostra que está avançando rapidamente e que há grandes chances de que vejamos isso acontecendo realmente em breve. Você compraria uma passagem?

Cupons de desconto TecMundo: