Cobertura comentada

A Sony fechou sua apresentação pré-E3 2013 em clima de batalha. Mesmo com muitos jogos e novidades para o PlayStation 3 e PS4 – e até mesmo com a revelação tão aguardada do design de seu novo console – o principal destaque foi mesmo a grande provocação feita à Microsoft e sua política em relação ao online e aos jogos usados no Xbox One.

No palco, o presidente da Sony Computer Entertainment America, Jack Tretton, fez uma afirmação clara: nós respeitamos vocês, senhores gamers. E anunciou algo que foi aplaudido de pé pelas muitas centenas de jornalistas que estavam presentes no evento. No PlayStation 4, nada de bloqueio a títulos de segunda mão. Os jogos físicos são seus e você pode fazer o que quiser com eles.

Além disso, o novo console da Sony não vai exigir conexões constantes. Autenticações online não serão necessárias e os adeptos da jogatina single player poderão fazer uso dos jogos desconectados perfeitamente, sem o risco de bloqueios pela ausência de internet. Mais um ponto positivo para a empresa que afirma fazer o possível para conquistar a confiança de seus clientes, ao mesmo tempo em que diz levar seus consumidores à sério o tempo todo.

Temos um console

E também o preço

(Fonte da imagem: Reprodução/Sony)

Outro grande destaque da conferência da Sony na E3 2013 foi a revelação da aparência do PlayStation 4. O console, anunciado em fevereiro, não havia dado as caras até agora, com a empresa afirmando a quem quisesse ouvir que o que realmente importa é o que está dentro dele e não a “caixa” em si.

Para sua nova plataforma, a Sony também apostou no visual quadrado e preto que tem sido a tônica do design de produtos da atualidade. O monólito exibido por Andrew House, CEO da Sony Computer Entertainment, apresenta bordas tortas e tem um design que lembra bastante o antigo PlayStation 2, o console mais bem-sucedido da companhia. Um paralelepípedo em itálico, diriam alguns.

(Fonte da imagem: Reprodução/TheTimes)

O tamanho do console acabou sendo uma surpresa. Apesar de ainda não ser possível ter uma noção exata de suas dimensões, o aparelho que surgiu nas mãos de House não aparentou ser maior que o PlayStation 3 e mostrou ser mais fino, gerando uma economia de espaço considerável. O design foi criado para funcionar tanto em pé quanto deitado, permitindo que os gamers melhor adequem o aparelho à estante de casa.

Uma segunda informação que todos estavam esperando também foi revelada no palco da Sony. O PlayStation 4 chega ao mercado norte-americano no final de 2013 por US$ 399, um valor que equivale a cerca de R$ 850, sem contarem os impostos. A data de chegada a outros territórios ainda não foi revelada.

Conteúdo digital para todos

Indies, filmes e DLCs

Apesar de ter demonstrado grande apoio ao mercado físico e aos jogos em disco, o mundo digital é um dos grandes pilares da Sony. A empresa pretende expandir ainda mais a oferta de serviços via download ou streaming e nem mesmo vai esperar a chegada do PlayStation 4 para isso. Muitas das novidades estarão disponíveis também para os donos de Vita e PS3.

O Gaikai – empresa de jogos nas nuvens adquirida pela Sony em 2012 – mostrou-se mais uma vez como uma forte parceira nesse projeto de crescimento. A partir do ano que vem, o serviço será utilizado para oferecer aos jogadores do PS3 e PS4 uma extensa biblioteca de títulos do portfólio da companhia japonesa. O recurso chega primeiro aos consoles de mesa e, mais tarde, aterrissa no portátil.

A parceria com desenvolvedoras independentes continuará sendo um dos grandes motores da estratégia digital da Sony. Na geração atual, muitos foram os hits indies lançados no PlayStation 3, como foi o caso de Limbo, Braid e Journey. Agora, a empresa pretende abrir ainda mais a porta para os produtores menores e reduzir as barreiras para criação e lançamento de jogos no PS4.

Opções de entretenimento também fazem parte do pacote. Michael Lynton, presidente do setor de entretenimento da Sony, subiu ao palco para anunciar a criação de um pacote com produções dedicadas exclusivamente ao PlayStation 4. A ideia é criar algo aos moldes do que o Netflix vem fazendo e criar conteúdo voltado especificamente para os gamers.

(Fonte da imagem: Reprodução/Sony)

E falando em acordo com empresas, as exclusividades continuarão a ser um ponto forte. Diablo III, por exemplo, chegará aos consoles de mesa da Sony com DLCs exclusivos, enquanto Grand Theft Auto V terá seu próprio bundle com o PlayStation 3, acompanhado também de uma versão exclusiva do fone de ouvido oficial da Sony.

A expectativa é grande. De acordo com a gigante japonesa, 140 jogos estão atualmente em desenvolvimento para o PlayStation 4, sendo que 100 deles chegarão ao mercado apenas no primeiro ano de vida da plataforma. Entre ofertas digitais, títulos independentes e grandes franquias, parece que não ficaremos sem ter o que jogar tão cedo.

Falando nisso...

Discos para acompanhar

Apesar de não ter sido tão carregada de jogos, a conferência da Sony na E3 2013 contou com uma boa batelada de lançamentos que, logo menos, darão as caras no PlayStation 3, PS4 e Vita. Aqui, selecionamos os que mais chamaram a nossa atenção:

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: