(Fonte da imagem: iStock)

A Amazon e a Google devem começar a vender livros digitais no Brasil antes do Natal, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo. As companhias estão em fase final de negociação com diversas editoras para que seja possível oferecer e-books para os consumidores já no mês de novembro.

A data oficial de estreia é mantida em sigilo, tanto pela Amazon quanto pela Google, e nem mesmo os fornecedores mais próximos revelam a informação. O contrato com a Amazon inclui as editoras Sextante, Rocco, Objetiva, Record, Novo Conceito, LP&M e Planeta. As negociações já duram um ano e meio. Segundo o jornal apurou, os livros digitais devem custar em média 70% do valor dos livros físicos.

Aumenta a concorrência

A chegada da Amazon e da Google ao mercado nacional de livros digitais tem um objetivo claro: bater de frente contra a Apple que, desde o mês passado, iniciou a venda de livros digitais em sua loja virtual. Em pouco menos de dois meses de operação, a iBookstore já vende mais livros digitais do que os sites da Saraiva e da Livraria Cultura somados.

Em se tratando dos leitores digitais, Amazon e Livraria Cultura devem travar um briga particular nos próximos meses. A gigante do comércio eletrônico dos EUA deve iniciar a venda do Kindle no Brasil, juntamente com a chegada do conteúdo digital. Já a Livraria Cultura introduzirá no país o Kobo, leitor digital da marca canadense recém-adquirida pela companhia japonesa Rakuten.

Cupons de desconto TecMundo: