Uma história inusitada gerou uma das selfies mais corajosas já registradas. Um drone de vigilância do Exército dos Estados Unidos que caiu no deserto de Samawa, no sudeste do Iraque, virou atração da população local — e foi até cenário de uma foto de si mesmo de Steven Nabil, um ativista e comunicador que não perdeu a oportunidade de registrar o feito.

O Pentágono confirmou que o drone pertence mesmo ao país e que ele não estava armado. Vale lembrar que essa informação não é tão óbvia quanto parece: os Estados Unidos cada vez mais utilizam-se desses dispositivos para eliminar alvos de células terroristas e potenciais ameaças.

O objetivo seria somente realizar a vigilância e o monitoramento no local — ação que se torna cada vez mais comum em nações como Iraque e Síria.

O drone é um modelo MQ-1 e, segundo o órgão militar, caiu devido a "complicações técnicas". As próprias fotos indicam que não há sinais de disparos. Autoridades iraquianas e norte-americanas trabalham em conjunto para recuperar o veículo e estudá-lo para definir com precisão a causa do acidente.

É uma boa ideia usar drones para fazer vigilância? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: