Smartphone ético Fairphone 3 é descontinuado após dois anos

1 min de leitura
Imagem de: Smartphone ético Fairphone 3 é descontinuado após dois anos
Imagem: Fairphone
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A empresa responsável pela venda do smartphone ético e sustentável Fairphone anunciou que um dos modelos vendidos pela marca será descontinuado. Trata-se do Fairphone 3, que foi lançado originalmente em agosto de 2019.

A partir de agora, donos do Fairphone 3 só poderão trocar as partes modulares do aparelho, como o módulo de câmera e outros componentes. Além disso, a promessa é de que ele mantenha a garantia de cinco anos de atualizações — o que significa suporte ao menos até 2023. Entretanto, também há uma má notícia nesse segmento: o Android 11 foi adiado para o ano que vem.

Por outro lado, o Fairphone 3+, que é a versão mais recente da companhia, continua no catálogo normalmente. O problema é que o estoque será bem menor, culpa da crise de semicondutores e escassez dos chips que afetam o mercado global. Rumores sobre uma quarta geração do Fairphone chegaram a circular recentemente, mas sem qualquer atualização por parte da própria empresa.

Deu certo?

O ciclo de venda do aparelho é considerado "bem sucedido" em várias frentes: além de bons números em comercialização, o modelo foi um salto significante em tecnologia e sustentabilidade em relação ao dispositivo anterior. Além disso, foi a partir dele que a Fairphone começou a entregar em outras regiões, incluindo na Europa.

O Fairphone 3 era considerado ético por priorizar relações e contratos sem condições de exploração na extração de matéria-prima, manutenção e reciclagem dos eletrônicos.

Além disso, a questão de modularidade de algumas peças e campanhas de redução de lixo eletrônico permitem que você não precise trocar de aparelho com tanta frequência e não descarte esses produtos por aí.