Fairphone, o celular ético e sustentável, ganha terceira geração

1 min de leitura
Imagem de: Fairphone, o celular ético e sustentável, ganha terceira geração
Avatar do autor

Você se lembra do Fairphone? O projeto de um celular que se preocupa com sustentabilidade, relações éticas na extração de matéria-prima, manutenção e reciclagem nasceu em 2013, ganhou uma segunda edição e foi encerrado subitamente em 2017 por falta de verba. Entretanto, ele está de volta  dois anos depois com uma terceira geração igualmente ecológica.

O Fairphone 3 foi anunciado oficialmente, mantendo o lema de ser direcionado "para todos que se importam sobre como os seus produtos são feitos". O dispositivo tem especificações técnicas de um modelo intermediário, o que significa que você não fica muito atrás nos avanços da indústria — e ainda faz uma boa ação ao contribuir para o projeto e para o meio-ambiente.

Ele também está longe de apresentar um design inovador, já que essa nem a proposta: o visual é simples, com bordas relativamente espessas para a indústria atual e nada de "tela infinita" — o que, para o Fairphone, não faz a menor diferença.

O que ele tem de especial?

Como o próprio nome já diz, o Fairphone 3 é produzido a partir de componentes "justos" — ou seja, que não exploram ilegalmente ou sob condições extremas a mão-de-obra dos trabalhadores. Todas as parcerias para conseguir materiais são feitas com cuidado, se importando até com a região de onde as substâncias são extraídas para não causar danos ao ecossistema local ou incentivar conflitos.

Fonte da imagem: Fairphone/Divulgação

O projeto ainda luta para reduzir o lixo eletrônico, já que é feito de materiais reciclados e incentiva que você entregue o seu aparelho antigo para ter a maior parte das peças reaproveitadas. O dispositivo ainda é modular, ou seja, feito em sete "pedaços" bem distintos, o que facilita a manutenção e a troca dessas peças para evitar que você gaste muito em reparo ou tenha que trocar de modelo rapidamente.

Disponibilidade

O Fairphone é vendido somente no site oficial da marca por € 450 (cerca de R$ 2 mil em conversão direta de moeda e sem contar impostos). A pré-venda está aberta a partir de hoje (27) e os envios começam no meio de setembro. Por enquanto, ele aceita apenas envios para algumas regiões da Europa.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Fairphone, o celular ético e sustentável, ganha terceira geração