Exynos 2100 mostra instabilidade em teste no Galaxy S21 Ultra

1 min de leitura
Imagem de: Exynos 2100 mostra instabilidade em teste no Galaxy S21 Ultra
Imagem: Techmong/YouTube
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Apresentado com muita pompa na última CES 2021, o chip Exynos parece ter se tornado o queridinho da Samsung e a grande aposta da sul-coreana para este ano. Tendo o Exynos 2100 como topo de linha para equipar seus celulares premium, a empresa já cogita a utilização do SoC de 5 nm em notebooks e desktops.

Apesar do otimismo da fabricante, é lógico que alguns usuários, ressabiados pela criticada performance do Exynos 990, se perguntam se o novo 2100 é realmente “tudo isso”. Agora, um teste disponibilizado no YouTube pelo canal coreano Techmong coloca frente a frente dispositivos com as duas versões: o Galaxy S21 Ultra e o S20 Ultra, este último com o Snapdragon 865.

Rodando diversos benchmarks, o Techmong concluiu que, embora o Exynos 2100 tenha superado o seu “irmão mais velho”, houve casos em que o novo chipset da Samsung teve desempenho abaixo do esperado, especificamente no quesito temperatura, considerada após o uso do hardware em altas velocidades, durante uso prolongado.

Os testes

Fonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte:  Techmong/Youtube 

No teste Geekbench, do Primate Labs, e no Wild Life da ferramenta 3D Mark, da Futuremark, o Exynos 2100 conseguiu uma pontuação bem superior à do Snapdragon 865 do Galaxy S20 Ultra. Mas, nos dois testes realizados, a temperatura máxima do S21 Ultra chegou a ficar 6º C acima do S20, atingindo 38,8º C.

Fonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte:  Techmong/Youtube 

No teste Sling Shot Extreme, também da ferramenta 3D Mark, o S20 deu o troco e atingiu uma pontuação superior, sem contar a variação de temperatura que foi de 32º C a 35º C, contra 34º C a 40º C do S21 Ultra.

Fonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte: Techmong/Youtube/ReproduçãoFonte:  Techmong/Youtube 

Finalizados os testes, o que se percebeu foi que as temperaturas máximas ficaram em 45,5º C no S21 Ultra e 42,4º C no S20 Ultra, uma diferença que pode ser considerada pequena. Porém, revelou que o Exynos 2100 tende a perder potência quando fica um período muito longo em alta performance.

Exynos 2100 mostra instabilidade em teste no Galaxy S21 Ultra