Galaxy Fold esgotou na pré-venda e Samsung terá que aumentar produção

1 min de leitura
Imagem de: Galaxy Fold esgotou na pré-venda e Samsung terá que aumentar produção
Avatar do autor

Apesar dos impasses e polêmicas envolvendo o promissor Galaxy Fold, seu novo “lançamento” está indo muito bem. A Coreia do Sul, sede da Samsung, foi o primeiro país a receber a versão retrabalhada do dobrável e já se encontra esgotado e as pré-compras demandam produção ainda maior.

A Samsung afirmou para a mídia sul-coreana que o primeiro lote de smartphones da companhia já esgotou. Estima-se que o primeiro lote contou com 4.000 aparelhos, 3.000 para lojas da Samsung e 1.000 para lojas virtuais das maiores operadoras da Coreia do Sul. No caso das lojas da fabricante, as vendas se esgotaram em 10 minutos.

(Fonte: Samsung/Divulgação)

A escassez como estratégia

A escassez de Galaxy Fold no mercado, apesar de parecer acidental, pode ser uma estratégia da sul-coreana. A ansiedade dos consumidores é tanta que movimentou o mercado de Galaxy Fold de segunda mão, sendo vendido por mais que o dobro do valor das prateleiras (U$2.000).

A segunda leva, que aberta no dia 18 de setembro, terá uma produção ainda maior de aparelhos. Comentários de especialistas locais apontam que as operadoras receberão uma quantidade adicional de aparelhos no próximo reabastecimento, agora incluindo modelos com cores diferentes.

Espera-se que a Samsung libere cerca de 1 milhão de unidades para a segunda leva de compras, agora mundial. Deste montante, o mercado sul-coreano será abastecido com 20 mil ou 30 mil unidades.

Uma nova distribuição começou em 18 de setembro (quarta). Desta vez, o Galaxy Fold chegará ao mercado europeu, portanto, a produção precisa suprir a demanda de mais países.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Galaxy Fold esgotou na pré-venda e Samsung terá que aumentar produção