Já é bem sabido que o iPhone X está com um desempenho incrivelmente fraco nas prateleiras (principalmente para os padrões de um aparelho da Apple), resultando no tão falado corte de produção. Analistas do Citi, porém, preveem um quadro ainda pior para o próximos trimestres, justamente como resultado da dificuldade do celular em emplacar no mercado.

Em um relatório enviado ao Business Insider, os números foram bastante diretos. Se neste trimestre a previsão original da companhia era de 27 milhões de unidades vendidas, as expectativas atuais foram para apenas 14 milhões – metade do valor esperado anteriormente. Em grande parte, isso é resultado de as pessoas acreditarem que seu aparelho atual já é bom o suficiente e que os iPhones mais recente são simplesmente caros demais. 8% deles, vale notar, sentiram falta de um modelo com telas maiores.

As pessoas acreditam que seus aparelhos atuais já são bons o suficiente e que os iPhones recentes são caros demais

O quadro acima parece ruim? Isso porque não falamos das expectativas para o trimestre seguinte: os analistas acreditam que as vendas devem ser cortadas pela metade novamente, chegando a apenas 7 milhões de unidades. O motivo para essa segunda redução, como muitos leitores já devem imaginar, seria resultado da aproximação de um novo iPhone ao mercado.

Ao menos, diante de tudo isso, parece que a Apple está determinada a não errar novamente e, para tal, vai tentar corrigir tudo o que pode não ter agradado o público. E isso, para nossa alegria, deve incluir o abandono do tão odiado (mas curiosamente muito copiado) entalhe do iPhone X. Resta esperar para ver que novos rumos veremos.