MediaTek anunciou, durante a MWC 2018, seu novo processador para smartphones, o Helio P60. O objetivo da empresa taiwanesa é levar uma boa performance, inteligência artificial e eficiência energética aos aparelhos intermediários avançados, que apesar de nunca chamarem tanto a atenção como os tops de linha, costumam ir bem nas vendas.

O Helio P60 tem características bem parecidas com as dos seus antecessores, os P23 e P30, lançados ano passado, mas traz algumas evoluções esperadas. O chip octa-core está sendo produzido com processos de 12 nanômetros e CorePilottechnology, uma tecnologia que distribui a carga de trabalho entre os núcleos para garantir o melhor desempenho.

Um anúncio da MediaTek.

Comparado com os chips do ano passado, a MediaTek promete uma performance até 70% melhor na CPU e na GPU. A parte gráfica do processador fica por conta da nova Mali MP3 GPU com clock de 800 MHz. Isso é complementado pela promessa de uma eficiência até 25% maior durante atividades intensas, como rodar jogos 3D.

A MediaTek também quer garantir que os donos de smartphones intermediários tenham acesso às novidades do campo da inteligência artificial. Por isso o P60 virá com arquitetura NeuroPilot, que é compatível com a Neural Network da Google e permite a realização de computação de aprendizagem de máquina localmente. O novo processador também traz novidades para quem gosta de fotografia, já que ele suporta câmeras duplas de 20MP e 16MP ou uma câmera única de até 32MP.

Ainda não sabemos quais aparelhos serão lançados com o P60, mas levando em consideração o foco nos intermediários avançados e o histórico da MediaTek, não seria surpresa ver o chip em smartphones populares de empresas asiáticas, como Xiaomi e Meizu. A MediaTek também já trabalhou com fabricantes com mais presença no mercado brasileiro, como Quantum, ASUSSony e LG, então é bem provável que alguns aparelhos equipados com o processador apareçam por aqui.

Cupons de desconto TecMundo: