Más notícias para os fãs e funcionários da HTC nos Estados Unidos. Após um 2017 fraco, com baixas receitas e a venda de parte da divisão de dispositivos móveis para a Google, a empresa taiwanesa anunciou uma reestruturação que envolveu a demissão de toda a equipe que trabalhava com o mercado norte-americano.

Os únicos empregados que continuaram no escritório dos Estados Unidos são os que trabalham para a HTC Global. Além disso, a companhia fez uma fusão das divisões de celulares e realidade virtual, que estão agora sob a mesma liderança. As mudanças ocorreram apenas uma semana após a saída do diretor executivo Chailin Chang.

Ainda não é possível saber se a HTC vai abandonar o mercado de smartphones, mas tudo indica que a companhia está focando seus esforços na realidade virtual, representada pela linha HTC Vive. O aparelho se mostrou um ótimo competidor para o Oculus Rift, do Facebook.

Uma representante da HTC explicou as mudanças, afirmando que a reestruturação vai centralizar a estrutura de comunicação em todas as regiões. Apesar disso, a empresa ainda deve lançar um novo celular até o fim do ano. A expectativa é de que ele seja o HTC U12, sequência direta do HTC U11 anunciado ano passado.

Cupons de desconto TecMundo: