De acordo com dados do IDC, o mercado global de tablets encolheu pelo 12º trimestre consecutivo, ou seja, por quatro anos ininterruptamente. No terceiro trimestre de 2017, a queda foi de 5,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram distribuídas 42,3 milhões de unidades desses aparelhos pelo mundo. Neste trimestre que terminou em setembro, foram 40 milhões de tablets vendidos.

Esse movimento é curioso porque marca a consolidação das grandes marcas frente a pequenas empresas que tentam lucrar no segmento. Entre as fabricantes no top 5 do IDC para o mercado de tablets, apenas a Samsung perdeu mercado. A Apple, líder, cresceu 11,4% na comparação com 2016, tendo vendido no terceiro trimestre deste ano 10,3 milhões de iPads. A coreana vem em segundo lugar com 6 milhões de unidades e queda de 7,9%.

gráfico

Com isso, a Apple aumentou sua participação de mercado para 25,8% enquanto a Samsung se manteve praticamente estável nos 15%, apesar da queda nas vendas. Isso se deu porque o mercado como um todo encolheu.

A Amazon, terceira marca de tablets que mais vende no mundo, foi a que mais cresceu no período. A empresa vendeu 38,7% a mais e aumentou sua participação de mercado de 7,5% para 10,9%. Foram 4,4 milhões de tablets Fire vendidos. HuaweiLenovo venderam praticamente a mesma quantidade de tablets, mas a Huawei cresceu mais.

Como você confere na tabela do IDC, a seção “outros” representa hoje um terço do mercado de tablets global, tendo encolhido 26,3%, o que indica a queda nas vendas das marcas menores desse setor.

Cupons de desconto TecMundo: