Rumores trazidos pela KGI Securities indicam mais uma situação preocupante com relação à Apple – e dessa vez, relacionada ao iPhone X. De acordo com o site MacRumors, devemos ter apenas 2 ou 3 milhões de unidades do smartphone chegando às lojas em 3 de novembro, o que certamente não deve ser suficiente para atender a demanda popular, que variou entre 9 e 13 milhões nos lançamentos dos últimos anos.

Tal atraso, segundo as fontes, seria resultado do fato de o iPhone X trazer muito mais componentes inovadores do que é comum para um aparelho da Maçã. Como resultado, isso trouxe uma série de problemas de demanda para as fornecedoras de suprimentos.

Por trazer muitos componentes inovadores para um iPhone, empresa teve problemas de demanda com as fornecedoras

Uma vez que a antena do aparelho, por exemplo, é agora uma placa de circuitos flexível impressa (algo bem diferente de uma placa de circuitos comum), a Apple teve problemas para encontrar alguém capaz de produzir esse componente em larga escalar. Já as câmeras pediam uma placa de circuitos diferente para cada sensor, quando normalmente as empresas usam um só, o que também gerou novos problemas.

Como se não fosse o suficiente, há também o sensor de rosto, que projeta pontos infravermelho em sua face. A parte complicada? Bem, a empresa teve problemas para conseguir alguém capaz de produzir projetores de pontos suficientes para o iPhone X.

Outros rumores discordam

O grande problema nessa história é que rumores recentes trazidos pela DigiTimes vão por um caminho contrário. Este diz não apenas que o envio do primeiro lote de iPhones X está dentro do prazo, como também nega quaisquer rumores de problemas na produção do aparelho surgidos recentemente.

A boa notícia é que, caso esses rumores sejam verdade, a escassez deve durar apenas pela primeira semana do aparelho; no entanto, esse atraso pode ser suficiente para dificultar a tarefa de conseguir um iPhone X por meses a fio. Resta agora esperar para ver qual dos rumores é verdadeiro.

Cupons de desconto TecMundo: