Mais finos e mais poderosos a cada ano, os celulares são uma parte essencial da vida de muita gente. O problema é que, para alimentar toda a utilidade trazida por esse tipo de aparelho, ainda dependemos de baterias que, infelizmente, podem ser bastante instáveis. Some a isso o número cada vez maior de smartphones no mercado e os casos de dispositivos explosivos simplesmente disparam. Ou pior: se tornam algo comum.

Episódios como o da Samsung com o Galaxy Note 7, por exemplo, mostram como uma falha de design e fabricação podem acentuar o problema. O que assusta, porém, é que, mesmo quando a construção do gadget não sofre com esses defeitos, as coisas ainda podem dar errado. O vídeo abaixo, publicado no início deste mês, dá uma prova disso. Confira:

Na gravação, é possível ver que, ao sentir o celular esquentando no bolso da sua camisa, o funcionário de um hotel na Indonésia tenta entender o que está acontecendo, mas é surpreendido pela explosão do produto. Além de acertar diretamente o peito, o rosto e uma das mãos do rapaz, as chamas do aparelho se transformam em verdadeiras labaredas, obrigando ele arrancar a vestimenta no meio do susto.

De acordo com o Channel NewsAsia, o smartphone em questão é o Galaxy Gran Duos – um dispositivo lançado em 2013 e sem histórico de combustão espontânea. Se engana, no entanto, quem acha que essa é uma mancha que fica apenas no currículo da sul-coreana. A LG também já sofreu com isso no ano passado (um caso isolado), enquanto a Apple teve pelo menos um caso de explosão com o iPhone 7. A dica, como sempre é evitar expor o celular ao calor excessivo e usar sempre carregadores originais ou de parceiros oficiais das marcas.

Cupons de desconto TecMundo: