Duna: Denis Villeneuve explica motivo da divisão do filme em partes

1 min de leitura
Imagem de: Duna: Denis Villeneuve explica motivo da divisão do filme em partes
Imagem: Warner
Avatar do autor

Em entrevista para a Total Film, o diretor Denis Villeneuve esclareceu a decisão por lançar a adaptação cinematográfica de Duna em duas partes, sugerindo respeito à história original de Frank Herbert e a necessidade de não ser "desonesto" com o público.

Lançado oficialmente nesta quinta-feira (21) nos cinemas, Duna vem arrecadando críticas positivas, em especial sobre os aspectos técnicos, como efeitos digitais, fotografia e trilha sonora. Além disso, muito vem sendo comentado sobre a atuação de Timothée Chalamet, Zendaya e Rebecca Ferguson. Sobre a trama, porém, alguns julgamentos apontam para perda de ritmo e, especialmente, narrativa incompleta.

Segundo Villeneuve, a ideia de algo que não se encerrou adequadamente já era recém-planejada, visto que o material do escritor Frank Herbert foi realizado para ser disponibilizado em duas partes. O diretor também comentou que, de início, foi analisada a possibilidade dos filmes chegarem com um intervalo menor de tempo, sendo filmados logo em sequência, mas isso acabou não ocorrendo.

(Fonte: Warner / Reprodução)(Fonte: Warner / Reprodução)Fonte:  Warner 

"Para mim, foi necessário. [Duna] sempre foi pensado para ser um filme de duas partes e sempre teve a 'Parte Um' no início, porque eu sinto que seria enganoso e desonesto fingir que é toda a história sendo contada em um único filme. Eu queria que o público entendesse, desde o início, que eles estavam prestes a ver a primeira parte de uma história maior", disse Villeneuve.

"Essa foi a minha primeira ideia, filmá-los juntos. Então, como o Senhor dos Anéis, solte um após o outro, com um ano de diferença. Mas isso foi muito caro. E, francamente, estou grato por não ter acontecido como eu queria porque eu estaria muito exausto. Durante o primeiro, eu precisava de toda a minha resistência — eu precisava de toda a minha energia. Teria sido demais fazer as duas filmagens consecutivas no deserto. Aprendi tanto [durante as filmagens] da 'Parte Um' que, se acontecer, posso fazer um filme melhor com a 'Parte Dois'. E sou grato por ter acontecido dessa forma. Prefiro estar nesta posição agora do que ter filmado os dois filmes consecutivos e me arrependido por estar muito cansado", concluiu.

Duna está disponível nos cinemas e deve chegar à plataforma HBO Max em breve, ainda sem uma data exata.