As 10 melhores franquias de terror do cinema

4 min de leitura
Imagem de: As 10 melhores franquias de terror do cinema
Imagem: Warner Bros
Avatar do autor

Nos últimos anos, os filmes de terror têm se popularizado ao se reinventarem e apostarem em produções serializadas. Dessa forma, o surgimento iminente de novas sagas deu sequência ao formato franquiado das clássicas produções das décadas de 1980 e 1970, trazendo ainda mais novidades e incorporando grupos de fãs que passaram a conhecer temas pouco explorados e formas alternativas do medo.

Confira abaixo as principais franquias de terror da história, de acordo com ranking do site Rotten Tomatoes, e aproveite este mês de Halloween conhecendo mais sobre um dos gêneros mais importantes para o cinema.

10. Premonição (43%)

(Fonte: Warner Bros / Reprodução)(Fonte: Warner Bros / Reprodução)Fonte:  Warner Bros 

Após enganar a morte e sobreviver a um acidente trágico, um jovem passa a ter premonições assustadoras e consegue visualizar o modo em que seus amigos e outros sobreviventes serão brutalmente assassinados. Essa é a mesma premissa para todos os cinco filmes de Premonição já lançados, que apesar de possuírem o mesmo conceito, vêm apostando em criatividade, violência extrema e na total imprevisibilidade do destino.

9. Atividade Paranormal (47%)

(Fonte: Paramount / Reprodução)(Fonte: Paramount / Reprodução)Fonte:  Paramount 

Integrante da categoria found footage, uma das preferidas entre os fãs de terror, a franquia Atividade Paranormal consiste em seis filmes interconectados e um spin-off no quais são apresentados relatos de encontros sobrenaturais. Ao inserir câmeras configuradas para dar a ideia de registros reais e documentais, a série soube apavorar com bons sustos e, apesar de não possuir profundidade narrativa, conta com um clima de tensão constante, obrigando o espectador a estar atento a todos os cantos.

8. Sobrenatural (49%)

(Fonte: Blumhouse / Reprodução)(Fonte: Blumhouse / Reprodução)Fonte:  Blumhouse 

Sobrenatural, da Blumhouse, é uma franquia que aposta na apresentação de realidades paralelas, nas quais humanos médiuns tentam se comunicar com espíritos para satisfazer desejos pessoais. Porém, em todos os quatro filmes, canônicos entre si, algo dá muito errado e entidades malignas são invocadas, gerando bons sustos e muitos calafrios em meio à escuridão e a um plano alternativo apavorante e muito bem retratado.

7. A Hora do Pesadelo (49%)

(Fonte: Warner Bros / Reprodução)(Fonte: Warner Bros / Reprodução)Fonte:  Warner Bros

A Hora do Pesadelo é uma das maiores franquias da história do terror e conta com nove filmes, além de uma série de televisão e adaptações multimídia. Sua trama é focada no vilão Freddy Krueger, um humano condenado a atormentar jovens e assassiná-los em seus mais profundos pesadelos, o que os faz morrer enquanto estão dormindo. A saga é um clássico e tem uma grande base de fãs, com muitos classificando o protagonista como um dos melhores personagens já desenvolvidos.

6. Brinquedo Assassino (54%)

(Fonte: Elevation Pictures / Reprodução)(Fonte: Elevation Pictures / Reprodução)Fonte:  Elevation Pictures 

Brinquedo Assassino é mais uma franquia clássica do subgênero slasher, agora protagonizada por um boneco do mal que não mede esforços para matar gratuitamente todas as pessoas que se aproximam. Chucky surgiu em oito filmes que incluem reboots e sequências canônicas, mas sempre com um instinto mortal que assusta através de muitas caretas, gritos e de uma voz que arrepia facilmente qualquer um que a escuta.

5. Invocação do Mal (55%)

(Fonte: Warner Bros / Reprodução)(Fonte: Warner Bros / Reprodução)Fonte:  Warner Bros 

Sucesso total de bilheteria pelo mundo, a franquia Invocação do Mal revolucionou o terror moderno ao criar o termo Invocaverso, que consiste em um compilado de filmes canônicos e uma série de spin-offs ambientados no mesmo mundo de Ed e Lorraine Warren. Na trama principal, formada por três filmes, acompanhamos o casal de demonologistas em algumas de suas principais missões, quando são enviados para investigações sobrenaturais, exorcismos e para resolver questões inacabadas do passado.

4. Hannibal (63%)

(Fonte: MGM / Reprodução)(Fonte: MGM / Reprodução)Fonte:  MGM 

A premiada franquia Hannibal teve cinco filmes lançados, mas ganhou força com a trilogia original de Silêncio dos Inocentes, Hannibal e Dragão Vermelho, estrelados por Anthony Hopkins. A trama conta a história de Hannibal Lecter, um assassino em série canibal capturado pelo FBI e que passa a ajudar, de forma brilhante, na resolução de crimes e no controle de ameaças.

3. Pânico (65%)

(Fonte: Lantern Capital / Reprodução)(Fonte: Lantern Capital / Reprodução)Fonte:  Lantern Capital 

Ghostface, o icônico assassino mascarado que assina os cartazes de Pânico, ganhou quatro filmes canônicos, e desde 1996 vem perturbando o interior da Califórnia através de chamadas misteriosas e invasões de domicílios. Com uma faca na mão, máscara de fantasma e capuz preto, o vilão persegue todas as vítimas que surgem em seu caminho e só descansa depois de matá-las de forma impiedosa e rápida.

2. Trilogia dos Mortos, de George Romero (66%)

(Fonte: MGM / Reprodução)(Fonte: MGM / Reprodução)Fonte:  MGM 

A Trilogia dos Mortos, do lendário George A. Romero, apresentou ao mundo o conceito dos mortos-vivos ao reviver pessoas de suas tumbas. A franquia se concentra na apresentação de grupos de pessoas que tentam sobreviver ao apocalipse zumbi, enquanto tece críticas relevantes sobre questões políticas e sociais que vão do racismo ao consumismo. Claro, tudo isso sem desperdiçar uma boa dose de violência aos moldes dos clássicos trashes.

1. Uma Noite Alucinante (81%)

(Fonte: Warner Bros / Reprodução)(Fonte: Warner Bros / Reprodução)Fonte:  Warner Bros 

Considerado pai dos filmes trashes, o filme Uma Noite Alucinante foi uma obra de baixo orçamento que explorou efeitos práticos, sátira e apelação ao grotesco, ao apresentar jovens que despertam uma entidade demoníaca quando leem um misterioso livro numa cabana. Com uma violência exagerada, gritaria para todos os cantos e bons sustos, a obra ganhou duas sequências para encerrar a história de Ash, além de uma série e um remake em 2013, que estenderam ainda mais o conceito da franquia e a revitalizou para os tempos modernos.