Aquaman 2: início das gravações faz referência a um reino perdido

1 min de leitura
Imagem de: Aquaman 2: início das gravações faz referência a um reino perdido
Imagem: DC Comics/Reprodução
Avatar do autor

O diretor James Wan compartilhou em seu Instagram uma foto para marcar o início das gravações de Aquaman 2 (Aquaman and the Lost Kingdom, no título em inglês), sequência do filme da DC de 2018. A imagem mostra um cenário de gelo com uma placa de produção com o nome Necrus — referência a uma HQ de 1966 sobre um reino desaparecido que pode fazer parte da trama da nova aventura.

Nos quadrinhos, Necrus também é conhecido como a Cidade Negra, um local subaquático semelhante a Atlântida, porém, que só existe em determinados intervalos de tempo e nunca pode ser encontrado na mesma área. Esse território é governado por um regime militarizado controlado pelo tirano Mongo, que despreza os habitantes da superfície e constantemente entra em guerra com seres terrestres e povos vizinhos.

Dessa forma, é possível que esse Reino Perdido sirva de inspiração para a atração apresentar sua versão cinematográfica e ter Mongo como um dos vilões principais. Alguns fãs já especulam que esse fator pode fazer com que o Mestre dos Oceanos (Patrick Wilson) busque uma aliança com a Cidade Negra e, assim, poder lutar para recuperar o controle de seu lar — após a derrota para Arthur Curry (Jason Momoa) no primeiro longa.

Além dessa provável ameaça, o filme terá o retorno do Arraia Negra (Yahya Abdul-Mateen II), ao passo em que o protagonista terá a ajuda de Mera (Amber Heard) para conter os invasores. O ator Pilou Asbaek também entrou para o elenco, mas seu personagem ainda não foi divulgado.

Mais detalhes sobre a trama podem ser revelados na aguardada edição de 2021 da conferência DC FanDome. Aquaman 2 está previsto para chegar aos cinemas em 16 de dezembro de 2022.

Aquaman 2: início das gravações faz referência a um reino perdido