007: novo filme é adiado para novembro devido ao coronavírus

1 min de leitura
Imagem de: 007: novo filme é adiado para novembro devido ao coronavírus
Avatar do autor

Depois de afetar fabricantes e ser o motivo de cancelamento de eventos diversos, agora o coronavírus (Covid-19) atinge a indústria do cinema. Sem Tempo Para Morrer, novo filme do agente James Bond, vai ser adiado para novembro por conta do surto da doença.

A MGM e a Universal, estúdios responsáveis pela produção, comunicaram a mudança na data de lançamento nas redes sociais. A mensagem diz que a decisão foi realizada após “uma análise cuidadosa e completa do mercado cinematográfico”. Contudo, devido ao momento, fica claro que a escolha está relacionada ao vírus. 

Anteriormente, Sem Tempo Para Morrer estava previsto para estrear internacionalmente no dia 2 de abril, e no dia 10 de abril nos EUA. Agora, o 25º filme do agente 007 vai ser lançado no dia 12 de novembro na Inglaterra e no dia 25 de novembro nos cinemas americanos.

Sem Tempo Para Morrer deve ser o último filme do ator britânico Daniel Craig como o agente 007. (Fonte: IMDb/Divulgação)

Possíveis mudanças no calendário de Hollywood

Segundo o site americano Variety, a preocupação com coronavírus causou o fechamento de diversos cinemas em mercados considerados importantes, como a China. Com isso, seria muito arriscado lançar um filme que a produção custou mais de US$ 200 milhões. Ou seja, o longa-metragem necessita de um excelente desempenho lucrativo fora dos EUA.

Possivelmente, o adiamento de Sem Tempo Para Morrer pode fazer com que outros estúdios também considerem alterar as estreias de suas grandes produções. Afinal, não poder contar com mercados populosos como a China pode prejudicar a bilheteria mundial.

Um exemplo disso é Mulan. A aventura da Disney, que pretende atingir o público asiático, estreia no dia 27 de março nos EUA e um dia antes no Brasil. Contudo, os executivos do estúdio já anunciaram que ela vai chegar mais tarde em alguns países por conta do vírus.

007: novo filme é adiado para novembro devido ao coronavírus