Epidemia de coronavírus na China já está afetando Hollywood

1 min de leitura
Imagem de: Epidemia de coronavírus na China já está afetando Hollywood
Avatar do autor

A epidemia de coronavírus que tem se espalhado pelo mundo já causou impacto econômico em diversos setores e pode começar a afetar Hollywood. A situação ligou o primeiro alerta para os grandes estúdios, que podem sofrer impacto de até US$ 4 bilhões com a redução da venda de ingressos.

A China, local em que as infecções do Covid-19 tiveram início, está com parte dos cinemas fechados, e a situação já se repete na Itália, que tem 50% das salas fora de operação. Com isso, os estúdios se preparam para rever as datas de lançamento de algumas produções. O Homem Invisível, por exemplo, deveria estrear nas telas italianas em 5 de março, mas a Universal pode adiá-lo para não perder parte do público.

As estreias internacionais costumam ser confirmadas pelo governo da China com 1 mês de antecedência, por isso não é possível saber quais longas podem ter o lançamento afetado. Sonic: o Filme, com estreia para 28 de fevereiro, já foi adiado pela Paramount. A mesma coisa pode acontecer com Mulan, previsto para o fim de março, o que deve representar um grande impacto para a Disney, que via o país como um mercado importante para esse live-action.

'Mulan' (Fonte: IMDb/rerpodução)
Mulan (Fonte: IMDb/Reprodução)

A expectativa de Hollywood é que a situação, ao menos na China, comece a se normalizar nas próximas semanas. Isso daria tempo para que as grandes estreias chegassem ao país em maio e faria com que Viúva Negra, primeiro longa do MCU em 2020, estreasse dentro do prazo, assim como o novo Velozes e Furiosos, franquia bastante popular por lá.

No caso da China, a situação pode ultrapassar a imposição do governo. Para Stanley Rosen, professor da Universidade do Sul da Califórnia e especialista no país asiático, é necessário que as pessoas sintam que a situação está sob controle antes de retornarem às salas de cinema. Caso contrário, empresas de streaming local, como Huanxi, devem começar a ser uma opção mais viável.

"A questão é se as pessoas estarão dispostas a se reunir nos cinemas, mesmo com máscaras. Alguns especialistas acham que não, outros acham que todos estão apenas esperando uma chance para encontrar os amigos novamente. Estamos em território desconhecido no momento, mas, à medida que as perdas aumentam, a Huanxi fornece um fluxo rápido de dinheiro considerável e deve estar na mesa de muitas empresas se a situação permanecer além do esperado".

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Epidemia de coronavírus na China já está afetando Hollywood