Número de interessados em assinar Disney+ é maior do que o esperado

1 min de leitura
Imagem de: Número de interessados em assinar Disney+ é maior do que o esperado
Avatar do autor

O número de norte-americanos que pretendem assinar o Disney+ é maior do que o projetado pela empresa; pelo menos é isso o que indica o estudo feito pelo UBS Evidence Lab. Segundo os resultados da pesquisa, 43% dos entrevistados afirmaram que planejam assinar a nova plataforma de streaming, um número considerável, maior do que os 20% a 30% que a Disney estava projetando.

Pensando no âmbito global, o streaming prevê que terá entre 60 milhões e 90 milhões de assinantes até 2024. Mesmo que esse valor esteja abaixo dos 152 milhões que a Netflix alcança, é importante lembrar que o mercado digital está cada vez mais competitivo. Só nos próximos meses, contaremos com lançamentos da Apple, WarnerMedia e NBCUniversal.

O estudo da UBS traz outros dados interessantes. De acordo com a pesquisa, dos 43% que indicaram a intenção de se tornarem assinantes, 57% afirmaram que cancelariam outro serviço de vídeo, sendo a TV paga (37%) o mais provável de ser cortado.

A UBS ressaltou que o estudo foi feito antes da Expo D23, que aconteceu no último fim de semana. Nela, a Disney aproveitou para apresentar diversas novidades da plataforma e divulgar trailers e outras informações sobre suas séries originais.

Quais conteúdos estarão disponíveis no Disney+?

Interface do Disney+ (Fonte: Walt Disney Company/Reprodução)

A plataforma estará disponível a partir de 12 de novembro nos Estados Unidos, no Canadá e na Holanda e de 19 de novembro na Austrália e Nova Zelândia. O novo serviço de streaming contará com produções da Marvel, Star Wars, Pixar, Disney e National Geographic.

Já no lançamento, o catálogo estará recheado com mais de 500 filmes e 7,5 mil episódios de séries e desenhos, com destaque para Capitã Marvel, todos os longas lançados pela Pixar e a série original Star Wars: The Mandalorian.

Ao Brasil e à América Latina, a plataforma de streaming deverá chegar no segundo semestre de 2020.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Número de interessados em assinar Disney+ é maior do que o esperado