Operadoras de celular lideram ranking de atendimentos do Procon em 2015

1 min de leitura
Imagem de: Operadoras de celular lideram ranking de atendimentos do Procon em 2015
Avatar do autor

Não é preciso ser um pesquisador para saber que os serviços de telefonia muitas vezes são insatisfatórios no Brasil, levando uma grande quantidade de pessoas a fazer reclamações formais no Procon. Agora, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça (MJ) divulgou um relatório que mostra que as operadoras de celular lideraram o número de atendimentos no órgão de defesa.

De acordo com o levantamento, o número de atendimentos no Procon referentes a prestadoras de serviços de telecomunicação cresceu 23,6% entre 2014 e o ano passado. Em 2015, o assunto líder em demandas no órgão foi a telefonia celular, com 338.247 solicitações – que representam 13,4% do total de cerca de 2,53 milhões de interações. O segundo lugar ficou com os serviços telefônicos fixos, com 241.311 pedidos (9,5%).

Analisando os rankings, é possível notar que as questões ligadas à telefonia (tanto fixa quanto celular) aparecem entre as três primeiras posições em todos os estados do país, explicitando que a baixa qualidade dos serviços prestados não é algo exclusivo de regiões específicas. Ainda assim, vale ressaltar que a maior quantidade absoluta de atendimentos sobre serviços móveis está no Sudeste do país, com 163.973 requisições feitas no Procon.

Ranking de operadoras

Observando as operadoras de telefonia fixa e celular de forma individual, o trio Claro/Embratel/NET acabou passando a Oi e tomando o primeiro lugar entre as companhias com mais problemas. O terceiro lugar ficou com a Vivo/Telefônica/GVT, seguida na ordem por Sky, TIM/Intelig e Nextel.

Entre os tipos de atendimentos possíveis no Procon, o mais utilizado – e que apresenta soluções mais rápidas – é a Carta de Informações Preliminares. Usando a ferramenta, a Nextel conseguiu resolver 89,2% de suas solicitações, seguida por Vivo/Telefônica/GVT (86,6%), Oi (81,3%), Claro/Embratel/NET (80,2%), TIM/Intelig (79,5%) e Sky (77,8%).

Além da telefonia

Além das operadoras de telefonia, outras áreas relacionadas à tecnologia aparecem no ranking da Senacon. Atendimentos referentes a aparelhos celulares aparecem em 6º lugar, enquanto serviços de internet ficam em 10º, eletrodomésticos de linha branca em 11º, computadores e produtos de informática em 12º e TVs, aparelhos de DVD e filmadoras em 14º. Para conferir o relatório completo da Secretaria Nacional do Consumidor, clique aqui.

Você já fez alguma reclamação no Procon sobre sua operadora de celular? Comente no Fórum do TecMundo

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Operadoras de celular lideram ranking de atendimentos do Procon em 2015