Há muitos sites e canais de vídeos na internet que restringem seus conteúdos para regiões ou países específicos, e muitas vezes não conseguimos assistir aos clipes, episódios e filmes que queremos na rede.

Essa política de restrição de canais como a presente no Hulu, no Amazon Video e no BBC iPlayer, bem como de usuários do YouTube que bloqueiam seus vídeos no site — caso de algumas emissoras de TV dos Estados Unidos que disponibilizam conteúdos apenas dentro do território nacional —, leva os internautas a praticarem a pirataria e o download ilegal na internet.

É possível, porém, contornar essa barreira e se manter dentro da lei. Através do uso de aplicativos para o sistema iOS, você pode configurar a conexão de seu iPhone ou iPad para que se passe por um acesso originado de outro país, enganando a verificação daqueles sites e canais de vídeos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com isso, você pode assistir a conteúdos restritos aos Estados Unidos ou ao Reino Unido, bem como outros países da Europa e da Ásia, de acordo com as possibilidades de conexão por dados de Proxy, VPN ou DNS dos aplicativos. Veja abaixo como configurar o sistema iOS para habilitar essa função no seu iPad ou iPhone.

Um intermediário na sua conexão

O que impede que você visualize materiais específicos de uma região através do seu computador é o protocolo de conexão à internet, que registra a localização através da qual você tem acesso à rede. Modificando as configurações de proxy ou VPN, você pode utilizar um cliente intermediário para mascarar as suas atividades de navegação.

Com essa intermediação, a sua conexão à rede utiliza um servidor externo, localizado no país que você desejar, e assume as configurações regionais de acesso. Dessa forma, você pode apenas acessar sites e vídeos de canais restritos sem realizar o download ilegal dos conteúdos.

Para modificar os dados de proxy ou VPN no seu aparelho iOS, você pode utilizar um dos aplicativos gratuitos na App Store, como o NetShade e o Tunnelbear. Ambos disponibilizam períodos de teste da ferramenta, mas você deverá realizar uma assinatura paga se desejar fazer o uso prolongado do programa.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Os dois apps funcionam de forma bastante similar. Aqui, vamos usar como exemplo o Netshade, testado e utilizado em um iPad para acessar vídeos restritos do YouTube, do Hulu e do BBC iPlayer.

Conexão Proxy

Ao instalar e abrir o Netshade no seu aparelho, o aplicativo abre uma janela com duas opções: “Device Setup” e “Launch Netshade”. Ao clicar no primeiro item, você é apresentado a um guia para configurar a conexão WiFi do seu dispositivo.

Para tanto, você precisa ir às configurações de “Ajustes” do aparelho iOS. No painel, selecione a conexão WiFi e clique na seta azul ao lado do nome da rede para realizar a modificação necessária para rodar o aplicativo Netshade.

Dentro da aba com detalhes da sua conexão, modifique a opção HTTP Proxy para automático e insira no campo URL, logo abaixo, o endereço “http://pac.netshade.net/”.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Em seguida, volte ao aplicativo e clique em “Launch Netshade” para abrir o painel principal do programa. A interface apresenta um botão no canto superior para você acionar a conexão via dados de proxy fornecidos pelo Netshade.

É possível escolher clientes de países como os Estados Unidos, o Canadá, o Reino Unido, os Países Baixos, a República Tcheca, a França, a Alemanha e a China.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Para definir qual cliente proxy, você deve levar em consideração quais são os sites, as lojas e os canais de conteúdo que deseja acessar. Para assistir a vídeos no americano Hulu, por exemplo, você precisa entrar com uma configuração dos Estados Unidos.

A grande maioria das restrições de conteúdo audiovisual está relacionada aos conglomerados de mídia e entretenimento norte-americano, como emissoras de TV, produtoras e distribuidoras de filmes e séries.

Porém, há canais na Europa e na Ásia que também apresentam bloqueios para os internautas de outros lugares do mundo. A BBC de Londres, por exemplo, tem um grande acervo de toda a sua produção na internet, mas com acesso restrito aos moradores do Reino Unido.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Configurando o Netshade com um cliente proxy do Reino Unido, você pode assistir aos diversos vídeos da BBC e escutar as estações de rádio que a empresa disponibiliza de graça na internet.

O aplicativo Netshade, bem com o similar Tunnelbear, oferece ainda uma opção de conexão por VPN, com outros clientes para você utilizar como intermediários na configuração de acesso, e que você pode acionar diretamente no painel de “Ajustes” do seu aparelho iOS.

Conexão DNS

Uma alternativa para se conectar a servidores de outras regiões e acessar conteúdos limitados a outros países é aplicar um número universal de DNS, o que elimina a intermediação de clientes proxy e estabelece uma ligação direta com as páginas de destino.

Claro que isso também tem um preço, e o UnoTelly’s UnoDNS oferece uma série de registros DNS que você pode copiar dentro da sua configuração WiFi por uma assinatura de alguns dólares por mês.

Para acionar esse sistema, você deve criar uma conta no site do programa e escolher uma alternativa de DNS dentro do mapa “Global DNS Cluesters”.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O número DNS deve ser copiado e colado no campo respectivo dentro das configurações de WiFi do seu sistema iOS. Com a conta pessoal no site do UnoTelly’s UnoDNS configurada, você pode acionar e controlar o serviço acessando o link http://unotelly.com/quickstart2/.

Com esses mecanismos de contornar as restrições de acesso por localização, você pode inclusive acessar a App Store da Apple para baixar aqueles aplicativos disponíveis apenas para alguns países. Porém, vale lembrar que, para fazer isso, você deverá criar ainda uma conta com endereço da região, mesmo se solicitar um aplicativo gratuito.

Cupons de desconto TecMundo: