Melhorando o som no iTunes (Fonte da imagem: iStock)

Embora algumas pessoas optem pelo uso de outras ferramentas para a reprodução de som no computador, o iTunes também é uma escolha popular — talvez pelo fato de ele ser uma ferramenta para a reprodução de áudio essencial para quem possui gadgets da Apple, como iPods e iPhones. Além disso, ele é o aplicativo-padrão presente nas máquinas da empresa da Maçã.

Da mesma forma, há quem goste da interface e das opções do programa. Além disso, ele possui uma série de ajustes para melhorar o som reproduzido, a qual não é do conhecimento de todos que o utilizam. Se você gostaria de saber mais sobre essas configurações e melhorar as suas experiências ao ouvir músicas por meio do aplicativo, basta ler o tutorial abaixo.

Preferências de reprodução

As três primeiras funções tratadas neste tutorial podem ser encontradas nas preferências de reprodução do programa. Para acessá-las, clique no botão de ferramentas do iTunes e escolha a alternativa “Preferências”.

Abrindo as preferências do iTunes (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Em seguida, entre na guia “Reproduzir”.

Abrindo as preferências de reprodução (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Agora, vamos tratar as funções de forma individual nos próximos três tópicos.

Fusão no final da música

Essa característica não serve para melhorar o som propriamente dito, mas para deixar a sua lista de reprodução com uma sensação de continuidade. Ela serve para “emendar” os últimos segundos de uma música com o começo da canção seguinte. A ativação da opção é feita marcando a caixa de seleção ao lado dela e o ajuste ocorre por meio da barra de rolagem da função.

Fusão no final da música (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O intervalo disponível é medido em segundos e vai de 1 até 12, para você definir como achar melhor.

Amplificador de som

Veja que o Amplificador de som é representado por uma barra de rolagem, responsável por ajustar os graves e agudos na música. Da mesma forma, ele otimiza outros componentes de áudio presentes nos canais do som, convergindo-os para o estéreo e aumentando a profundidade.

Amplificador de som (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O nível deve ser ajustado de acordo com o seu gosto pessoal, marcando a caixa de seleção presente na alternativa e utilizando a barra oferecida para aumentar ou diminuir a intensidade da função. O ideal é que você o deixe otimizado para os tipos de música que ouve, pois o efeito é diferente conforme o estilo do som e a forma de codificação utilizada.

Verificação de som

Essa alternativa é responsável por verificar todas as músicas presentes na sua biblioteca e fazer um ajuste individual no volume de cada uma. A função procura deixá-las no mesmo nível, mas isso pode ter um efeito um pouco adverso, afetando faixas que deveriam ser um pouco mais “baixas” (ou “altas”) e até mesmo interferir em CDs que possuem essa diferença entre uma música e outra propositalmente.

Verificação de som (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Para ativar a função, basta marcar a caixa de seleção presente nela, não havendo configurações adicionais.

Equalizador

Outra forma de você melhorar o som é utilizando o Equalizador do programa. Para abri-lo, acesse o menu “Visualizar” e escolha a alternativa “Mostrar equalizador”.

Mostrar o equalizador (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Essa função é responsável por ajustar as frequências no som, melhorando aspectos diferentes durante a reprodução de uma música. De certa forma, ajustar corretamente as configurações de um equalizador é algo realmente difícil, então não fique frustrado se tudo não der certo na primeira tentativa.

Equalizador do iTunes (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

As configurações dependem tanto do tipo de música que está em reprodução no programa quanto do sistema de som que você utiliza no computador. Abaixo, segue um guia aproximado do que cada faixa do equalizador afeta:

  • 32 Hz: faixa que costuma afetar sons de baixo e bateria;
  • 64 Hz: afeta sons que são mais facilmente escutáveis por subwoofers;
  • 125 Hz: influencia em instrumentos com sons mais graves;
  • 250 Hz: característica para instrumentos musicais como guitarras, violoncelos e pianos;
  • 500 Hz: afeta músicas com vocais fortes, mais graves e também instrumentos com som “abafado”;
  • 1 KHz: interfere na maioria dos instrumentos e vocais;
  • 2 KHz: influencia vocais com som “padrão”;
  • 4 KHz: característica para componentes melódicos, como solos suaves de guitarra e arranjos feitos em pianos;
  • 8 KHz: exerce influência sobre sons mais “altos” como instrumentos de percussão;
  • 16 KHz: ajusta a “clareza” dos sons.

Como uma forma genérica de ajuste, é recomendado que se deixe o ajuste com picos entre 125 Hz até 250 Hz e novamente em 8 KHz. Da mesma forma, o programa possui algumas configurações pré-definidas conforme o gênero musical, que podem ser encontradas na caixa de seleção presente na parte superior do equalizador.

Caixa de seleção contendo pré-configurações (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

A barra de rolagem presente na função “Pré-amplificador” serve para ajustar a saturação, o que pode deixar o som melhor em algumas frequências.

Pré-amplificador (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Agora você conhece as alternativas de ajuste de som apresentadas pelo próprio iTunes. Ajuste-as conforme as suas preferências e bom divertimento!

Cupons de desconto TecMundo: