Além de ser lançado em serviços streaming da Microsoft e da Google, o filme A Entrevista estreou também nos cinemas nesse Natal. A Sony Pictures, responsável pela produção da comédia, teve seus sistemas quase que inteiramente comprometidos por um ataque hacker em novembro, e os criminosos responsáveis fizeram várias ameaças terroristas caso o filme em questão fosse um dia lançado. Mesmo assim, todos os ingressos para as sessões de estreia foram vendidos nos EUA.

Em função dos ataques, a Sony cancelou a estreia do filme, mas, depois do apoio do presidente dos EUA e de críticas de várias personalidades importantes de Hollywood, o estúdio resolveu manter o cronograma original do lançamento.

Poucas salas e alta procura

Os atores protagonistas da produção, James Franco e Seth Rogen, apareceram em uma sessão de estreia em Los Angeles. Eles agradeceram brevemente a presença de todos os espectadores antes do início do filme.

Praticamente todas as grandes redes de cinemas dos EUA se recusaram a exibir A Entrevista temendo ataques terroristas do grupo de hackers que invadiu os sistemas da Sony Pictures. Por isso, apenas 320 cinemas exibiram o filme em sua estreia ontem e na véspera de Natal.

A combinação das poucas salas disponíveis e o grande interesse no filme polêmico fez os ingressos de todas as sessões se esgotarem um dia antes da estreia. Não há comentários ou levantamentos sobre quando mais ingressos estarão disponíveis. Também não se fala na estreia internacional dessa produção que conta a história de uma conspiração para assassinar o ditador norte-coreano Kim Jong-un.

Cupons de desconto TecMundo: