Aqueles que possuem paralisia dos membros superiores não conseguem realizar uma série de tarefas que, para a grande maioria das pessoas, são coisas simples. Isso inclui a interação com objetos e até mesmo segurá-los — ambas impossibilidades para tetraplégicos e portadores de outros tipos de necessidades especiais ligadas aos braços. Mas agora um avanço científico pode dar novas oportunidades a eles.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia (CalTech) desenvolveram um sistema de implante cerebral para fazer com que os pacientes consigam mover seus braços com alguma independência. No vídeo que está no topo da notícia, você pode conferir um pouco mais sobre isso.

A tecnologia funciona do seguinte modo: os chips neurais são implantados no córtex parietal frontal — uma região do cérebro que pode ser estimulada para fazer com que os membros se movimentem. É importante dizer que essa região não é responsável pelo movimento em si, mas pela “intenção do movimento”, podendo enviar impulsos para outros setores cerebrais com a função.

Naturalidade no movimento

Um dos grandes avanços desse sistema da Caltech está no fato de que a movimentação dos braços acontece de uma maneira mais fluida e natural do que acontece em outros estudos. O paciente precisa pensar apenas no que ele deseja fazer — pegar uma cerveja, como no vídeo —, não sendo obrigado a controlar o braço com passos individuais — “cima, baixo, baixo, direita, fechar mão”, por exemplo.

Como os próprios pesquisadores afirmam, isso ainda está um pouco longe de ser totalmente natural — pois exige uma repetição bem grande em testes até que a atividade se torne fácil de ser executada —, mas já é um avanço muito interessante. Para poder jogar “pedra, papel ou tesoura”, por exemplo, o paciente teve que praticar mais de 6 mil vezes até a tarefa ficar simples.

No futuro, espera-se que isso possa ser reduzido de acordo com o progresso dos pacientes, mas ainda é cedo para dizer que a movimentação poderá ser tão fluida quanto a que existia antes da perda dela. Por outro lado, mesmo que ainda seja algo simples, trazer um pouco de independência para tetraplégicos é algo que merece muita comemoração.

Cupons de desconto TecMundo: