Cientistas ligados à Agência Espacial do Japão (Jaxa) acabam de divulgar um estudo muito interessante. Eles desenvolveram uma forma de fazer com que energia elétrica seja transmitida por irradiação por longas distâncias — em algo similar à transmissão wireless de eletricidade, mas em escala muito maior do que as que conhecemos atualmente. Nos testes recentes foram enviados 1,8 kW em mais de 50 metros e sem retransmissores intermediários.

Os pesquisadores fizeram isso porque conseguiram converter ao sinal elétrico micro-ondas, fazendo então com que elas seja direcionadas para um receptor remoto. Depois disso, eles ainda conseguiram fazer com que as ondas fossem novamente convertidas em elétrons — ou seja, em eletricidade para ser usada da maneira que for necessária. Mas qual é o objetivo disso?

O programa japonês pretende fazer com que esse tipo de tecnologia seja ampliada para conseguir receber sinal elétrico de fontes muito maiores, como o Sol. Dessa forma, seria possível usar fazendas solares presentes no espaço para que a captação solar acontecesse em alta escala — sendo que elas também enviariam a energia obtida no processo por micro-ondas para Terra ou mesmo para estações espaciais.

Atualmente, isso está muito mais próximo dos filmes de ficção do que da realidade, mas é interessante ver que a captação de energia a partir do Sol pode ser muito mais eficaz do que as células fotovoltaicas do mercado. Mesmo assim, vale dizer que a transmissão sem fio aqui na Terra também pode ser bem interessante. Será que isso vai permitir que o carregamento de gadgets seja feito em longas distâncias? É o que o tempo vai responder

Cupons de desconto TecMundo: