Caminhada nórdica ajuda a melhorar a função cardíaca, diz estudo

1 min de leitura
Imagem de: Caminhada nórdica ajuda a melhorar a função cardíaca, diz estudo
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Uma forma de treinamento originária da Finlândia que se transformou em esporte popular no mundo inteiro, a caminhada nórdica foi considerada por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Ottawa, do Canadá, como um dos exercícios mais benéficos para pessoas com doença arterial coronariana (DAC).

O estudo, publicado neste mês (14) na revista Canadian Journal of Cardiology, comparou o impacto de três tipos de exercícios entre participantes com obstrução das artérias coronárias: o treinamento intervalado de alta intensidade, o treinamento contínuo de intensidade moderada a vigorosa e a caminhada nórdica.

Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte:  Shutterstock 

Como foram avaliados os benefícios da atividade física em pacientes com DAC?

Muitas vezes, um dos primeiros sinais da DAC é a ocorrência de um ataque cardíaco. Quando isso ocorre e a doença é diagnosticada, os pacientes podem ser encaminhados para acompanhamento médico profissional, através de reabilitação cardíaca. Esse procedimento é composto por sessões de exercícios físicos para melhorar a saúde física e mental dos pacientes.

O estudo atual envolveu o acompanhamento de 130 participantes de um desses programas de reabilitação cardiovascular. Durante 12 semanas, os pacientes foram divididos em três grupos, cada um com um tipo de exercício aeróbico estudado.

Ao final das investigações, os cientistas concluíram que houve impacto positivo dos exercícios nas três áreas estudadas: capacidade funcional, qualidade de vida e sintomas de depressão. Contudo, os participantes do grupo de caminhada nórdica experimentaram um benefício maior que os outros dois, pois a adição dos dois bastões à caminhada melhorou, segundo os pesquisadores, parâmetros como postura, marcha, equilíbrio e velocidade da caminhada.

ARTIGO Canadian Journal of Cardiology - DOI: 10.1016/j.cjca.2022.03.017.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.