Câncer de próstata: FDA aprova teste que avalia risco genético para doença

1 min de leitura
Imagem de: Câncer de próstata: FDA aprova teste que avalia risco genético para doença
Imagem: 23andMe
Avatar do autor

A FDA, agência reguladora americana, aprovou no dia 10 de janeiro um teste de risco genético para câncer de próstata da empresa de biotecnologia 23andMe.

O produto não requer prescrição médica e, segundo a empresa, tem precisão de mais de 99%. Após fazer o teste, o consumidor terá acesso a um módulo educativo que o ajudará a interpretar os resultados.

Anne Wojcicki, diretora-executiva da 23andMe, afirma que o produto permite que o usuário saiba se tem risco de desenvolver câncer de próstata e, junto a médicos, adote medidas preventivas.

Embora a FDA já tenha autorizado o produto, a 23andMe ainda não divulgou uma data para o lançamento.

Essa é a terceira aprovação de testes de risco genético de câncer que a empresa obtém da FDA. Os outros dois (de câncer de mama e colorretal) já integram o sistema de avaliação de risco da agência.

A 23andMe também oferece testes de propensão para câncer de mama e colorretal. Os resultados podem ser conferidos virtualmente pelo próprio usuário.A 23andMe também oferece testes de propensão para câncer de mama e colorretal. Os resultados podem ser conferidos virtualmente pelo próprio usuário.Fonte:  23andMe 

No entanto, o teste não inclui todas as mutações genéticas de risco para o câncer de próstata, considerando apenas a variante G84E, que é mais comum em pessoas de ascendência europeia.

O produto também não considera fatores de estilo de vida que podem aumentar as chances de desenvolver a doença, como o tabagismo.

O teste não substitui os exames padrões para esse tipo de câncer, nem atua como ferramenta de diagnóstico. Após os resultados, a consulta médica é uma etapa fundamental para avaliar o risco da doença e tomar as medidas necessárias.

Fontes