Estudo associa música do rapper Logic a redução de suicídios

3 min de leitura
Imagem de: Estudo associa música do rapper Logic a redução de suicídios
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Um estudo da Universidade Médica de Viena associou a música “1-800-273-8255”, do rapper estadunidense Logic, a um aumento de ligações para o serviço nacional de prevenção ao suicídio dos EUA, acompanhado por redução dos casos no país. O título da canção é o próprio número de telefone do serviço.

No período analisado, a US National Suicide Prevention Lifeline recebeu 9.915 ligações a mais, um aumento de 6,9% em relação ao esperado para o período. A queda nos suicídios foi de 5,5%, correspondendo a 245 casos a menos que o previsto.

Os dados são de 34 dias em que a música recebeu atenção significativa por parte do público, envolvendo o período após seu lançamento, em abril de 2017, e duas performances: uma no MTV Music Video Awards, em agosto do mesmo ano; e outra no Grammy Awards, em janeiro de 2018.

Vídeo oficial de "1-800-273-8255", música de Logic ft. Alessia Cara, Khalid

Segundo os pesquisadores, liderados por Thomas Niederkrotenthaler, estes eventos chamaram atenção do público à mensagem de que o serviço de prevenção ao suicídio é eficaz e acessível. A música conta a história de alguém em crise suicida que, após contatar o serviço de prevenção, decide que quer continuar vivendo.

Os dados de atenção do público foram estimados por menções no Twitter, sendo que foi observado maior interesse após a apresentação de Logic no MTV Video Music Awards de 2017, seguido por 28 dias de uma média diária de 1324 tweets.

Apresentação de Logic, Alessia Cara e Khalid da música "1-800-273-8255" no MTV Video Music Awards de 2017.

Já os dados relativos a ligações para a linha nacional de prevenção foram obtidos diretamente com o órgão estadunidense. Os números de suicídio são do National Center for Health Statistics dos Estados Unidos.

Efeitos da cobertura midiática sobre suicídio

O estudo é observacional e, portanto, não pode afirmar que foi a música de Logic que provocou o aumento de ligações e a redução nas taxas de suicídio. Apesar disso, os pesquisadores apontam para a associação como exemplo do efeito Papageno, teoria de que a cobertura midiática de histórias de superação de crises suicidas podem levar a redução nos casos de suicídio.

O efeito Papageno tem como contraponto o efeito Werther, fenômeno em que a atenção da mídia a casos de suicídio resulta em um aumento das mortes. Estudos frequentemente relacionam a cobertura de eventos como suicídios de celebridades a um aumento nas ligações para o serviço de prevenção, seguido também por aumento nas taxas de suicídio. Outro exemplo foi após o lançamento da série 13 Reasons Why.

A pesquisa mostra o potencial efeito positivo de focar esperança e superação em histórias de suicídio, aspectos que costumam estar mais presentes na cobertura midiática do que histórias de mortes pela causa.

Limitações do estudo

Entre as principais limitações do estudo está o fato de observar a população como um todo, e não os indivíduos separadamente. Assim, não é possível garantir que quem ligou ao serviço de prevenção foi exposto à música de Logic, ou que esta os motivou a continuar vivendo.

Os pesquisadores destacam a necessidade de mais estudos para verificar a duração dos efeitos de mensagens de prevenção ao suicídio e qual a atenção necessária para que hajam efeitos observáveis, já que os tweets nem sempre refletem de forma confiável a exposição do público às mensagens.

Prevenção ao suicídio no Brasil

No Brasil, todos que querem ou precisam conversar podem ligar para o Centro de Valorização da Vida (CVV), no número 188. As ligações são gratuitas e estão disponíveis em todo o território nacional, 24 horas por dia. O atendimento é realizado sob total sigilo, e também está acessível via chat e e-mail. Mais informações estão disponíveis no site do CVV.