Governo planeja construir nova usina nuclear no Brasil até 2031

1 min de leitura
Imagem de: Governo planeja construir nova usina nuclear no Brasil até 2031
Imagem: Pixabay/Bruno /Germany/Reprodução
Avatar do autor

O governo brasileiro está procurando um local para a construção do projeto da quarta usina nuclear do país, anunciou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. O novo empreendimento deverá será incluído no Plano Decenal de Energia (PDE) 2031.

O ministro está em Glasgow (Escócia), onde participa da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021 (COP 26). Durante o evento, a energia termonuclear tem sido apontada como uma das soluções para a crise climática.

No entanto, críticos da energia nuclear afirmam que existem estudos que contestam as suas baixas emissões de gases de efeito estufa e alertam para os riscos de acidentes como os ocorridos em Chernobyl e, mais recentemente, Fukushima.

O anúncio ocorre no momento da pior estiagem dos últimos 91 anos no Brasil, que afetou o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Para suprir a demanda nacional, foi necessário acionar as usinas a gás, que possui uma maior pegada de carbono e gera uma energia elétrica mais cara para o consumidor.

Programa Nuclear Brasileiro

Obras de Angra 3 foram iniciadas há 37 anos. (Fonte: Eletronuclear/Divulgação)Obras de Angra 3 foram iniciadas há 37 anos. (Fonte: Eletronuclear/Divulgação)Fonte:  Eletronuclear/Divulgação 

O Programa Nuclear Brasileiro teve origem em 1975, quando o país assinou um acordo com Alemanha para a construção de oito reatores nucleares para geração de eletricidade. No entanto, os planos foram reduzidos para a realização de apenas três projetos, todos localizados em Angra dos Reis (RJ).

A primeira usina nuclear, Angra 1, entrou em operação em 1985, e a segunda usina, Angra 2, foi ativada apenas em 2001. As duas usinas são gerenciadas pela Eletrobras e geram 2 gigawatts (GW) de potência, o equivalente a 2% da capacidade de geração nacional de eletricidade.

A terceira usina, Angra 3, começou a ser construída em 1984. A sua obra foi paralisada por diversas vezes, e enfrentou denúncias de corrupção e superfaturamento, que provocaram danos de R$ 400 milhões, segundo o Tribunal de Contas da União (TCU). A construção da usina agora está prevista para terminar em 2026 e deve adicionar 1,4 GW ao sistema elétrico brasileiro.

De acordo com o Plano Nacional de Energia 2050, publicado no ano passado, o Brasil espera ter uma capacidade instalada de energia nuclear entre 8 GW e 10 GW nas próximas três décadas. O volume inclui a energia gerada por Angra 3 e pela nova usina anunciada recentemente.