Blue Origin, de Jeff Bezos, enfrenta tensão com empresa parceira

1 min de leitura
Imagem de: Blue Origin, de Jeff Bezos, enfrenta tensão com empresa parceira
Imagem: Blue Origin/Divulgação
Avatar do autor

A relação entre a Blue Origin, companhia aeroespacial de Jeff Bezos, e o empreendimento parceiro United Launch Alliance (ULA) parece estar estremecida. Ao menos é o que indica um recente artigo publicado pelo ARS Technica.

O mal-estar teria ocorrido devido ao atraso da Blue Origin na entrega de dois motores para o foguete Vulcan. Isso prejudicou os planos do ULA para o lançamento de satélites de vários clientes em 2021 – incluindo a Força Espacial dos EUA.

Tory Bruno, CEO do ULA, e Jeff Bezos, fundador da Blue Origin e Amazon.Tory Bruno, CEO do ULA, e Jeff Bezos, fundador da Blue Origin e Amazon.Fonte:  Win McNamee/Getty Images 

“Há uma grande preocupação com o desenvolvimento destes motores, pois parece que a Blue Origin não está dando atenção e prioridade suficiente ao projeto”, disse uma fonte da indústria ao ARS Technica.

Embora o descontentamento esteja claro nos bastidores, o ULA não pretende demonstrar isso em público. Dessa forma, o silêncio de Tory Bruno, CEO do empreendimento, seria uma forma de proteger a empresa de Jeff Bezos.

Mesmo diante da situação conturbada, o ULA não tem outra opção a não ser fazer o “casamento” com a Blue Origin dar certo. Vale citar que as duas companhias espaciais iniciaram a parceria para o desenvolvimento de motores para foguetes em 2014.

Parceria entre o ULA e a Blue Origin iniciou em 2014.Parceria entre o ULA e a Blue Origin iniciou em 2014.Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Força Espacial acrescenta tensão

Conforme as fontes do ARS Technica, oficiais da Força Espacial dos EUA também estão incomodados com o atraso na entrega dos motores. Um fator que coloca uma pressão extra nos engenheiros espaciais da Blue Origin.

Anteriormente, o ULA esperava que o foguete Vulcan fosse enviado ao espaço ainda em 2021. Entretanto, o CEO Tory Bruno revelou recentemente à Aviation Week que o primeiro lançamento precisou ser adiado para 2022.

Por fim, membros da indústria destacam que o empreendimento escolheu o motor da Blue Origin em vez de um modelo projetado pela Aerojet Rocketdyne. Porém, é quase improvável que os executivos do ULA voltem atrás na decisão.

Blue Origin, de Jeff Bezos, enfrenta tensão com empresa parceira