Próxima passagem de asteroide Apophis pode destruir satélites

1 min de leitura
Imagem de: Próxima passagem de asteroide Apophis pode destruir satélites
Imagem: YouTube Nasa/Reprodução
Avatar do autor

Na última sexta-feira (5), os cientistas da NASA e entusiastas estavam atentos na passagem do asteroide Apophis. O gigante, que tem o tamanho da torre Eiffel, cruzou a trajetória da Terra e apesar de não ter oferecido risco, sua próxima passagem por aqui preocupa.

Daqui pouco mais de 8 anos, em 13 de abril de 2029, o astro ficará a uma distância de cerca de 31 mil quilômetros do nosso planeta. Essa distância, que é muito próxima da diferença entre a Terra e a Lua, pode ser o suficiente para que o corpo celeste bata e destrua satélites que estão em órbita.

Apesar de a possiblidade ser um pouco inquietante, a presença do Apophis já representou ainda mais perigo. Durante certo tempo, se pensou que ele poderia, inclusive, colidir com a Terra, o que causararia estragos ainda maiores.

Essa possibilidade está completamente descartada pela NASA no momento. A Agência Espacial dos EUA lançou, inclusive, um vídeo mostrando uma projeção da próxima visita do corpo rochoso. Veja, a seguir.

Mesmo podendo efetivamente acertar satélites, a nova aproximação do asteroide é vista com entusiasmo. “A aproximação do Apophis em 2029 será uma oportunidade incrível para a ciência”, argumentou Marina Brozovic, cientista do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

“Vamos observar o asteróide com telescópios ópticos e de radar. Com observações de radar, podemos ser capazes de ver os detalhes da superfície com apenas alguns metros de tamanho”, completou a especialista.

O Apophis é um dos astros mais famosos das últimas décadas. Descoberto em 2004, ele chegou a ser apelidado de “asteroide do juízo final”, justamente porque imaginava-se que ele poderia bater no nosso planeta.