SpaceX culpa calor por explosão no Falcon 9

1 min de leitura
Imagem de: SpaceX culpa calor por explosão no Falcon 9
Imagem: SpaceX/Divulgação
Avatar do autor

A SpaceX, empresa de bilionário Elon Musk, anunciou que o calor excessivo foi o culpado pela falha no pouso do foguete Falcon 9, no último dia 16. O ocorrido quebrou uma série de 20 pousos bem-sucedidos de boosters Falcon 9.

A missão consistia no lançamento de 60 satélites Starlink, que oferecerão internet de alta velocidade em todo o mundo. Eles foram levados com sucesso para a órbita desejada, mas o propulsor do foguete teve uma falha e não conseguiu pousar na embarcação “Of Course I Still Love You”, que o aguardava no Oceano Atlântico. Os motores deveriam ser desligados após a queima da entrada do veículo, mas a câmera da embarcação registrou um forte brilho ao longe, no momento em que o pouso deveria ter acontecido.

“Isso tem a ver com danos causados pelo calor, mas é uma investigação em andamento. É tudo o que posso dizer agora", afirmou o conselheiro sênior para construção e confiabilidade de voo da SpaceX, Hans Koenigsmann. Durante uma sessão da 47.ª Cúpula do Spaceport em 23 de fevereiro, ele acrescentou que a empresa estava “perto de acertar em cheio” e corrigir o problema.

Clientes da SpaceX também estão auxiliando as investigações. O gerente de programa da Estação Espacial Internacional na NASA, Joel Montalbano, disse que a agência está estudando a possibilidade da falha afetar o lançamento do Crew-2, programado para 20 de abril. “Estamos trabalhando com a SpaceX para entender melhor o que aconteceu, mas ainda é muito cedo para dizer se teremos algum impacto no lançamento”. A missão deve levar quatro astronautas.

A SpaceX não realizou nenhum lançamento do Falcon 9 desde a falha. O próximo está programado para o dia 28 de fevereiro.

SpaceX culpa calor por explosão no Falcon 9