Covid-19: Brasil registra a maior média móvel de casos da doença

1 min de leitura
Imagem de: Covid-19: Brasil registra a maior média móvel de casos da doença
Imagem: Paulo Pinto/Fotos Públicas
Avatar do autor

Os dados sobre a covid-19 divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde e consolidados pelo consórcio de veículos de imprensa até a noite do último sábado (19) revelou mais um dados preocupante sobre a pandemia: o Brasil registrou a maior média móvel de casos confirmados da doença desde o início da disseminação.

Nos últimos sete dias, foram diagnosticados em média no país 47.439 novos casos de covid-10 por dia. Desde o começo da pandemia, 7.212.670 brasileiros já foram ou estão contaminados com o coronavírus, sendo que, somente no último dia informado, foram 48.758 novos casos. A variação da média móvel subiu 15% em relação aos casos registrados em duas semanas, com tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Fonte: Lalo de Almeida/Folhapress/ReproduçãoFonte: Lalo de Almeida/Folhapress/ReproduçãoFonte:  Lalo de Almeida/Folhapress 

No sábado (19), o Brasil registrou 678 mortes pela covid-19, chegando ao total de 186.365 óbitos desde o início da pandemia. Esses números elevam a média móvel de mortes no Brasil nos últimos sete dias para 746. Essa variação, de +27% em relação à média dos 14 dias anteriores, significa uma tendência de alta nas mortes pela doença.

Diminui o isolamento social no Brasil

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha, divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, o número de pessoas em isolamento social no Brasil recuou em dezembro, ao menor nível desde o mês de abril, quando o instituto começou a fazer essa medição.

Fortaleza, 18.12.2020 (Fonte: Aurélio Alves/Reprodução)Fortaleza, 18.12.2020 (Fonte: Aurélio Alves/Reprodução)Fonte:  Aurélio Alves 

No levantamento realizado em dezembro, 7% dos brasileiros entrevistados disseram que estão vivendo normalmente, sem mudar absolutamente nada da sua rotina, e 54% afirmaram que estão tomando cuidados, mas saem de casa para trabalhar ou realizar outras atividades. Os números registrados em 3 de abril, no início da pandemia, eram bem inferiores: 4% e 24% respectivamente.

Aqueles que se declararam completamente isolados em dezembro foram 5% dos entrevistados. Em 17 de abril, esse número era de 21%.

Covid-19: Brasil registra a maior média móvel de casos da doença