Mais 1 milhão de doses da CoronaVac chegam a SP

1 min de leitura
Imagem de: Mais 1 milhão de doses da CoronaVac chegam a SP
Imagem: Governo Estadual de São Paulo/Divulgação
Avatar do autor

Chegou na manhã desta quinta-feira (3) a segunda remessa da vacina CoronaVac, produzida pelo laboratório Sinovac Biotech. Em três contêineres refrigerados, os 600 litros do imunizante contra a covid-19 serão envasados pelo Instituto Butantan, adicionando ao estoque do governo estadual paulista um milhão de doses da vacina.

O acordo entre a farmacêutica e o governador João Doria prevê o envio de 46 milhões de doses (seis milhões de doses prontas e 40 milhões em insumos), com transferência de tecnologia para a produção do imunizante pelo Instituto Butantan. Em meados de novembro, a Sinovac entregou 120 mil doses da CoronaVac.

Os 600 litros da vacina agora serão testados (para aferição e validação da qualidade do imunizante) antes de serem envasados, o que deve levar até sete dias de trabalho ininterrupto para ser completado.

As vacinas envasadas pelo Butantan serão armazenadas até que a Anvisa aprove o registro da CoronaVac.As vacinas envasadas pelo Butantan serão armazenadas até que a Anvisa aprove o registro da CoronaVac.Fonte:  Instituto Butantan/Divulgação 

“A tecnologia do Butantan já nos permite realizar parte do processo produtivo em nossa própria fábrica, e estamos trabalhando para, em breve, produzirmos integralmente a vacina, mediante processo de transferência de tecnologia por parte da Sinovac”, disse o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas.

Fora da conta

A Fase 3 dos testes clínicos com a CoronaVac está sendo concluído e os resultados devem ser divulgados até meados deste mês. Uma equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está em Beijing, inspecionando as instalações da Sinovac, enquanto os dados extraídos do ensaio clínico serão enviados pelo Comitê Internacional Independente para a avaliação do órgão regulador.

Até o momento, o Ministério da Saúde (MS) não considera usar o estoque de CoronaVac no plano nacional de vacinação via Sistema Único de Saúde (SUS).

Nesta terça (1º), foi anunciado que serão usadas as vacinas do laboratório AstraZeneca (que está sendo testada no Brasil em colaboração com a  Fiocruz) e a do Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility), o que garantiu ao país doses de nove imunizantes em desenvolvimento.