Voyager 2 volta a se conectar com a Terra após 8 meses de silêncio

1 min de leitura
Imagem de: Voyager 2 volta a se conectar com a Terra após 8 meses de silêncio
Imagem: NASA/JPL-Caltech
Avatar do autor

Após um silêncio de oito meses, a NASA voltou a se comunicar com a sonda Voyager 2, o artefato humano mais distante da Terra. A longa interrupção ocorreu devido ao trabalho de manutenção na única antena do planeta capaz de enviar sinais para a sonda.

Peça fundamental no painel de controle interplanetário Deep Space Network da NASA, a antena Deep Space Station 43 (DSS-43), localizada nos arredores de Canberra na Austrália, tem 70 metros de largura, 48 anos de existência e é atualmente a maior antena do hemisfério sul.

Em março passado, a NASA iniciou uma atualização do cabeamento elétrico, da fonte de alimentação e dos sistemas de resfriamento da instalação. Foi também instalado um novo cone de frequência de banda X, que é uma faixa privativa para comunicação por satélite.

O upgrade da antena

No cone recém-instalado, encontra-se um poderoso sistema de transmissão de última geração e receptores altamente sensíveis, que serão utilizados para enviar comandos para espaçonaves robóticas e receber dados de telemetria de missões de exploração do sistema solar.

Um guindaste gigante foi utilizado em maio para colocar o cone de três toneladas no centro do enorme prato, após erguê-lo a uma altura de 20 andares do solo. Na segunda-feira (2), a NASA revelou que, em 29 de outubro, o novo sistema já foi utilizado para enviar com sucesso um comando para a Voyager 2, que respondeu.

Lançada em 20 de agosto de 1977, a Voyager 2 está a mais de 18.750.000.000 km da Terra e se afastando a um velocidade de aproximadamente 60 mil km/h.

Voyager 2 volta a se conectar com a Terra após 8 meses de silêncio