Eleições nos EUA: astronautas participam de votação no espaço

1 min de leitura
Imagem de: Eleições nos EUA: astronautas participam de votação no espaço
Imagem: Pexels
Avatar do autor

As eleições presidenciais do Estados Unidos estão marcadas para acontecer nesta terça-feira (03), marcando o embate entre o democrata Joe Biden e o republicano Donald Trump. E o direito ao voto será dado também para os estadunidenses que estão em missões espaciais.

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)Fonte:  Pexels 

Eleições dos EUA

No país norte-americano, o sistema de votação é bem diferente do brasileiro e funciona de forma não obrigatória. Assim, há muitas campanhas de conscientização sobre a importância do voto e até algumas ações para promover um maior número de participantes. Entre as iniciativas está a possibilidade de votar antes do dia das eleições, na prática chamada de voto antecipado, que visa atrair as pessoas às urnas.

A votação do espaço

Foi a partir desse tipo de ação que a astronauta Kathleen Rubins exerceu seu direito como cidadã estadunidense direto de uma estação espacial. Em 22 de outubro, a NASA divulgou no Twitter que Rubins participou das eleições em uma votação realizada no espaço.

A postagem mostra a astronauta após votar a mais de 400 quilômetros de distância da Terra. Além disso, a legenda traz uma mensagem de Rubins dizendo "Eu votei", como uma forma de incentivar estadunidenses a fazerem o mesmo. A ação foi realizada em um ambiente de gravidade zero e em uma tenda com os inscritos: ISS Voting Booth (cabine de votação da Estação Espacial Internacional).

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)Fonte:  Pexels 

Para um cidadão dos EUA, votar no espaço é possível há anos graças a uma lei aprovada em 1997 pelo Congresso Nacional dos Estados Unidos, que criou uma estrutura para os astronautas participarem via e-mail.

Eleições nos EUA: astronautas participam de votação no espaço