Lixo espacial: SpaceX quer usar a Starship para realizar 'faxina'

1 min de leitura
Imagem de: Lixo espacial: SpaceX quer usar a Starship para realizar 'faxina'
Imagem: Flickr/SpaceX
Avatar do autor

Antes de levar astronautas à Lua e posteriormente fazer parte de uma histórica missão a Marte, a nave Starship pode ser utilizada em outra importante tarefa: recolher o lixo espacial. O plano foi anunciado pela diretora de operações da SpaceX Gwynne Shotwell, durante entrevista à TIME, nesta quinta-feira (22).

Nomeada pela revista como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, Shotwell disse que a espaçonave, com capacidade para transportar até 100 toneladas de carga ou 100 passageiros, pode realizar esse trabalho de coleta na órbita terrestre. Assim, ajudaria a evitar, pelo menos em parte, um dos maiores problemas para a exploração espacial.

“É bem possível que pudéssemos alavancar a nave estelar para ir a alguns desses corpos de foguetes mortos — foguetes de outras pessoas, é claro -— e coletar um pouco desse lixo que está no espaço sideral”, comentou a executiva, que é um dos principais nomes na direção da empresa comandada por Elon Musk. Não se trata de uma tarefa fácil, mas Shotwell revelou estar “muito animada com isso”.

A Starship ainda não teve a sua versão final revelada.A Starship ainda não teve a sua versão final revelada.Fonte:  Flickr/SpaceX 

Como a Starship ainda está na fase de testes de protótipos, deve demorar um bom tempo até que ela consiga realizar tal tipo de tarefa, caso o trabalho realmente seja aprovado pela companhia.

Aumento na quantidade de lixo espacial

Formado por satélites desativados, restos de foguetes e diversos outros tipos de equipamentos, peças e detritos, de diferentes tamanhos, o lixo espacial traz riscos para as futuras missões e até mesmo para a Estação Espacial Internacional, que já precisou se desviar de alguns entulhos, recentemente.

Com muitas empresas lançando cada vez mais satélites, inclusive a própria SpaceX, com a sua constelação Starlink, a quantidade de lixo espacial tende a aumentar consideravelmente. Atualmente, estima-se que há mais de 34 mil detritos com mais de 10 centímetros de largura na órbita terrestre, além de 128 milhões de fragmentos menores.

Lixo espacial: SpaceX quer usar a Starship para realizar 'faxina'