(Fonte da imagem: Reprodução / ThinkStock)

“Sem dor, não há ganho” é a máxima dos exercícios físicos, indicando que é impossível emagrecer sem suar bastante. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, entretanto, estão descobrindo uma forma de perder uns quilinhos a partir de um remédio milagroso. O mais bizarro? A pílula que faz tudo isso acontecer mexe com uma substância cerebral endocanabinoide – que, como o nome sugere, tem uma estrutura molecular parecida com a da maconha.

De acordo com os cientistas, o cérebro dos mamíferos contém um componente chamado 2-AG, que seria um dos responsáveis por regular o metabolismo do corpo e distribuir a energia obtida dos alimentos. Desse modo, uma droga capaz de bloquear ou diminuir o nível dessa substância seria capaz de fazer com que você perdesse peso de maneira totalmente natural, pois o corpo ficaria em um estado “hipermetabólico” durante algum tempo.

Segundo o Digg, por enquanto os cientistas não têm ideia de como produzir um remédio assim. O maior avanço foi obtido em testes com ratos: os animais foram geneticamente modificados para apresentar níveis baixos da 2-AG. O resultado foi um sucesso, pois as cobaias queimavam calorias mais rápido sem apresentar problemas de saúde. Algo parecido nos seres humanos seria complicado – e levaria uma década, além de alguns bilhões de dólares em pesquisa. Um custo alto, apesar da boa causa.

Cupons de desconto TecMundo: